Um hino que estávamos acostumados a ouvir quase à exaustão em Jogos Olímpicos não será tocado agora em Tóquio, entre 23 de julho a 8 de agosto.

A Rússia foi banida dos Jogos de Verão em Tóquio e dos Jogos de Inverno de Pequim, em 2022. A proibição foi imposta como punição à Rússia por fornecer às autoridades globais antidoping dados de laboratório adulterados que poderiam ter ajudado a identificar fraudes com drogas.

Atletas russos estão proibidos de competir em grandes eventos internacionais sob a bandeira do país e com seu hino até o final do ano que vem. O Comitê Olímpico Russo anunciou que a música usada nas cerimônias de premiação para os atletas do país será um fragmento do “Concerto para Piano e Orquestra nº 1”, do compositor russo Tchaikovsky.

O hino da Rússia é justamente um hino cheio de curiosidades. Elas são contadas aqui pelo professor Tiago José Berg, autor do livro “Hinos de Todos os Países do Mundo“.

Ouça todos os hinos citados por Tiago José Berg:

Deus Salve o Czar! (cantado)

Deus Salve o Czar (instrumental)
Prev 1 of 1 Next
Prev 1 of 1 Next
Marselhesa dos Trabalhadores (1917) (cantado)
A Internacional (cantado)
Hino da União Soviética (cantado)
Prev 1 of 1 Next
Prev 1 of 1 Next
Hino da União Soviética (instrumental)
Hino da Rússia (1991-2000)
Hino da Rússia (cantado)
Hino da Rússia (instrumental)
Concerto para piano e orquestra n°1 (Tchaikovsky)