Curiosidades sobre a bandeira do Brasil

24 de abril de 2019
  1. O verde e o amarelo entraram na nossa bandeira em 1822, num trabalho do francês Jean-Baptiste Debret.
  2. O verde representava a Casa Real Portuguesa de Bragança e o amarelo, a Casa Imperial Austríaca de Habsburgo. O losango foi uma homenagem de Dom Pedro I a Napoleão. Após a Proclamação da República, o Brasil adotou uma bandeira que copiava a americana, mas ela só durou quatro dias. A atual bandeira nacional foi projetada em 1889 por Raimundo Teixeira Mendes e Miguel Lemos, com desenho de Décio Vilares. No lugar da coroa imperial, eles colocaram a esfera azul-celeste e a frase positivista “Ordem e Progresso”, escrita em verde.
  3. As 27 estrelas que aparecem na bandeira representam os Estados brasileiros e o Distrito Federal. Elas estão dispostas da mesma maneira em que apareciam no céu do Rio de Janeiro (RJ) às 9 horas e 22 minutos da manhã de 15 de novembro de 1889 (hora, dia e local da proclamação da República). A estrela que está acima da faixa Ordem e Progresso simboliza o Estado do Pará.
  4. Comemora-se o Dia da Bandeira em 19 de novembro, data em que ela foi adotada no ano de 1889. Nesse dia, o hasteamento é realizado às 12 horas, em solenidades especiais.
  5. A bandeira em mau estado deve ser entregue a uma unidade militar para ser incinerada no Dia da Bandeira.
  6. Como símbolo da pátria, a Bandeira Nacional fica permanentemente hasteada na Praça dos Três Poderes, em Brasília. Ao ser substituída, o novo exemplar deve ser hasteado antes que a bandeira antiga seja arriada.
  7. Todos os dias, a bandeira precisa ser hasteada no palácio da Presidência da República e na residência do presidente; nos ministérios; no Congresso Nacional; no Supremo Tribunal Federal; nos tribunais superiores e federais; nos edifícios-sede dos poderes Executivo, Legislativo e Judiciário; nas missões diplomáticas, em delegações com organismos internacionais e repartições consulares; em repartições federais, estaduais e municipais situadas na faixa da fronteira; e em unidades da Marinha Mercante.
  8. O hasteamento e o arriamento podem ser feitos a qualquer hora do dia ou da noite, mas, tradicionalmente, a bandeira é hasteada às 8 horas e arriada às 18 horas. Quando permanece exposta durante a noite, ela deve ser iluminada.
  9. Nenhuma bandeira de outra nação pode ser hasteada no país sem que haja ao seu lado direito, de igual tamanho e em posição de destaque, a Bandeira Nacional. A exceção são as embaixadas e os consulados.
  10. A maior bandeira nacional do Brasil está em São Vicente (SP). Ela possui 630 metros quadrados de área (o mesmo que uma quadra de futebol de salão) e pesa 110 quilos.
  11. Em recintos fechados, a bandeira brasileira deve ficar num mastro, à direita da mesa, ou desfraldada, acima da cabeça do presidente da sessão.

Leia também:
Os 500 anos da bandeira brasileira
A desconhecida bandeira do Brasil com a estrela vermelha
Brasil já teve bandeira parecida com a dos Confederados americanos
Projetos curiosos para a bandeira brasileira que não foram aprovados

Artigos Relacionados

Curiosidades sobre o quadro “Independência ou Morte”

Curiosidades sobre o quadro “Independência ou Morte”

O quadro "Independência ou morte", de Pedro Américo (1843-1905),  entrou para a história como o retrato do momento da proclamação da Independência. Mas ele foi pintado apenas em 1888, em Florença (Itália), sob encomenda da Corte. A obra mede 7,6 x 4,15 metros e tem...

0 Comentários

0 comentários

Enviar um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *