O Museu de Espionagem da KGB, em Nova York, teve vida curta. Foi inaugurado em 17 de janeiro de 2019 por empresários que se mantêm no anonimato e curadoria do lituano Julius Urbaitis e da filha, Agne. KGB é a sigla russa para “Comitê de Segurança do Estado”. A polícia secreta russa existiu com esse nome de 1954 a 1991. A pandemia fez o museu fechar as portas no final de outubro. Veja onde continuam funcionando outros museus dedicados à KGB.