Novo Livro O Guia dos Curiosos - Edição Fora de Série

Carlos Chagas (1879-1934)

24 de abril de 2019

 

Em 1907, descobriu as causas, os sintomas e o meio de propagação de uma doença que recebeu o seu nome, o Mal de Chagas. O parasita é transmitido por um inseto chamado barbeiro, freqüente em casas de taipa, com chão e paredes de barro e teto de palha. Dois em cada três casos registrados no Brasil ocorrem em regiões rurais do Nordeste, Centro-Oeste e no Vale do Jequitinhonha. O barbeiro tem em seu intestino o protozoário Trypanosoma cruzi (o “cruzi” foi uma homenagem de Chagas a Osvaldo Cruz). Uma vez dentro do organismo humano, o Trypanosoma é tão devastador quanto o vírus da Aids. No primeiro estágio, ele se instala, destrói o tecido muscular e começa a se reproduzir. Vai eliminando as células de defesa do organismo e degenera os músculos. O coração costuma ser o destino final desses parasitas. A viagem até lá pode demorar 20 anos pela corrente sanguínea, mas os estragos são terríveis. Mais da metade dos infectados morre por insuficiência cardíaca, com as veias e coronárias entupidas de ninhos do parasita.

 

Esta página contém links de afiliados. Ao fazer uma compra por um desses links, o Guia dos Curiosos recebe uma comissão e você não paga nada a mais por isso.

Artigos Relacionados

10 curiosidades sobre Joaquim Nabuco

10 curiosidades sobre Joaquim Nabuco

Joaquim Aurélio Barreto Nabuco de Araújo nasceu no Recife, em 19 de agosto de 1849. Ele era filho de José Thomaz Nabuco de Araújo, senador do Império, e de Ana Benigna de Sá Barreto, cuja família fazia parte da elite açucareira. Joaquim Nabuco começou a estudar...

Como o azeite extra-virgem perde a virgindade?

Como o azeite extra-virgem perde a virgindade?

Basicamente o azeite deixa de ser considerado virgem quando sofre qualquer tipo de intervenção química ou de procedimentos industriais. Na verdade é muito difícil que o azeite consiga se manter extra-virgem em todas as suas etapas de produção. Por isso mesmo eles...

Um raio pode cair duas vezes no mesmo lugar?

Um raio pode cair duas vezes no mesmo lugar?

Esqueça o ditado, pois pode sim. E duas, três, muitas vezes. "Eles atingem os lugares mais elevados, como torres em locais planos e árvores no alto de morros", conta Osmar Pinto Jr., coordenador do Grupo de Eletricidade Atmosférica do...

0 Comentários

0 comentários

Enviar um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Share This