CARLOS CHAGASEm 1907, descobriu as causas, os sintomas e o meio de propagação de uma doença que recebeu o seu nome, o Mal de Chagas. O parasita é transmitido por um inseto chamado barbeiro, freqüente em casas de taipa, com chão e paredes de barro e teto de palha. Dois em cada três casos registrados no Brasil ocorrem em regiões rurais do Nordeste, Centro-Oeste e no Vale do Jequitinhonha. O barbeiro tem em seu intestino o protozoário Trypanosoma cruzi (o “cruzi” foi uma homenagem de Chagas a Osvaldo Cruz). Uma vez dentro do organismo humano, o Trypanosoma é tão devastador quanto o vírus da Aids. No primeiro estágio, ele se instala, destrói o tecido muscular e começa a se reproduzir. Vai eliminando as células de defesa do organismo e degenera os músculos. O coração costuma ser o destino final desses parasitas. A viagem até lá pode demorar 20 anos pela corrente sanguínea, mas os estragos são terríveis. Mais da metade dos infectados morre por insuficiência cardíaca, com as veias e coronárias entupidas de ninhos do parasita.