O nome dos robôs, máquinas criadas para substituir o homem, deriva do thceco “robota”, que significa trabalho forçado, trabalho escravo. A palavra apareceu pela primeira vez na peça de teatro “R.U.R.: Robôs Universais de Rossum”, do escritor checo Karel Čapek. Ele explicou que o termo foi criado pelo irmão dele, Segundo o dramaturgo, o termo foi criado por seu irmão, Josep, não por ele próprio.  A peça estreou em janeiro de 1921 e foi traduzida para 30 idiomas.

O professor Deonísio da Silva, autor de “De Onde Vêm as Palavras“, conta também a relação da palavra “escravos” com “eslavos”, que eram usados como mão-de-obra no Império Romano.