Curiosidades sobre gueixas

15 de setembro de 2020

No início do século XX, havia 80 mil gueixas no Japão. Hoje são apenas duas mil. A influência do Ocidente é o principal motivo do desinteresse das japonesas pela profissão. 

As gueixas são mulheres japonesas que estudam a arte da sedução, da dança, do canto e do entretenimento. 

A palavra que as batiza significa “pessoa de artes”. 

Essas acompanhantes de luxo não são prostitutas. Essa percepção errada se disseminou após a ocupação norte-americana no Japão. Na época, diante da miséria que assolava o país, muitas gueixas começaram a vender seu corpo. Hoje em dia, algumas ainda o fazem, mas esse não é o objetivo da profissão. 

Entre os séculos XVIII e XIX, as famílias pobres japonesas costumavam vender suas filhas para casas de gueixas. 

O treinamento para se tornar uma gueixa dura muitos anos. O aprendiza- do tem início na adolescência, num internato chamado Okiya, onde meninas de 13 a 15 anos aprendem, entre outras coisas, a tocar shamisen (espécie de banjo), a preparar-se para a cerimônia do chá e a desenhar ideogramas. 

Os serviços de gueixa custavam caro. Por isso, apenas figurões — empresários ricos e membros da máfia — podiam contratá-las. 

Em 2005, o diretor Rob Marshall levou para as telas a adaptação do livro “Memórias de uma gueixa”. A obra de Arthur Golden é um romance sobre uma menina de olhos azuis que se torna uma influente gueixa.

Artigos Relacionados

Dia do Teatro: quem foi o primeiro ator da História

Dia do Teatro: quem foi o primeiro ator da História

Nosso calendário registra o dia 21 de março como Dia Universal do Teatro. E o dia 27 de março é o Dia Mundial do Teatro e o Dia do Circo. Temos mais duas ou três datas sobre isso no calendário. Para uma atividade ter tantas datas comemorativas é porque, como diz o...

O Calendário Gregoriano e os 10 dias que não existiram

O Calendário Gregoriano e os 10 dias que não existiram

Até o século XVI, nós vivíamos sob as regras do Calendário Juliano, instituído pelo imperador Júlio César. Só que esse calendário tinha uma série de erros. Ele foi substituído pelo Calendário Gregoriano, mandado fazer pelo Papa Gregório XIII e que começou a ser...

Histórias de micronações que se declaram independentes

Histórias de micronações que se declaram independentes

"A Incrível História da Ilha das Rosas", lançado em dezembro de 2020 na plataforma de streaming Netflix, conta a saga da pequena plataforma marítima no Mar Adriático, na costa de Rimini, na Itália, que se declarou independente em 1º de maio de 1968. A ideia foi do...

0 Comentários

0 comentários

Enviar um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Share This