Novo Livro O Guia dos Curiosos - Edição Fora de Série

Como foi o ataque terrorista ao World Trade Center

24 de abril de 2019

Na manhã da terça-feira, 11 de setembro de 2001, o maior atentado da história aconteceu. O choque dos dois Boeing 767, dominados por terroristas suicidas ligados à organização Al Qaeda contra as torres gêmeas do World Trade Center (WTC), um símbolo do poder econômico dos Estados Unidos, é tido por historiadores como o marco tardio da passagem do século XX para o XXI. A esperança global de que as experiências negativas do passado tivessem sido esquecidas — especialmente com a unificação da Alemanha, uma semente de união entre o ocidente e o oriente — desabou entre os escombros. Embora fossem construídas para resistir ao impacto de aviões daquele tipo, as torres cujas armações eram feiras de ferro e vidro pegaram fogo e foram ao chão em menos de duas horas depois da colisão. Relembre como foi:

Boston, 7h58
O Boeing 767 da United Airlines decola rumo a Los Angeles com 56 passageiros, sete comissários e dois pilotos.

Boston, 7h59
O Boeing 767 da American Airlines decola com destino a Los Angeles, com 81 passageiros, nove comissários e dois pilotos.

Nova York, 8h45
O Boeing da American Airlines choca-se contra a torre norte, entre o 96º e o 103º andar, 49 minutos depois de decolar.

Nova York, 9h03
O avião da United atinge a torre sul entre o 87º e o 93º andar, 65 minutos após a decolagem.

Nova York, 9h59
A torre sul vem abaixo.

Nova York, 10h28
A torre norte desaba.

Leia também:
11 curiosidades sobre o 11 de setembro
World Trade Center: mensagens de desespero e de despedida
11 de Setembro: o ataque terrorista ao Pentágono

Esta página contém links de afiliados. Ao fazer uma compra por um desses links, o Guia dos Curiosos recebe uma comissão e você não paga nada a mais por isso.

Artigos Relacionados

Vilfredo Schurmann: em busca do submarino alemão U-513

Vilfredo Schurmann: em busca do submarino alemão U-513

Durante a Segunda Guerra, os submarinos alemães afundaram 32 navios da Marinha Mercante brasileira e um da Marinha do Brasil, fazendo um total de quase 1.100 vítimas. Por outro lado, contam-se 11 naufrágios de submarinos das forças do Eixo no Brasil. Dez alemães e um...

Azul da bandeira da França volta ao tom original

Azul da bandeira da França volta ao tom original

A bandeira tricolor francesa passou por uma mudança em novembro de 2021. O presidente Emmanuel Macron ordenou a alteração do azul para o tom original, mais escuro, de 1789. Em 1976, a França tinha adotado um tom de azul mais próximo ao da bandeira da União Europeia,...

0 Comentários

0 comentários

Enviar um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Share This