Como surgiu o movimento feminista

15 de setembro de 2020

Feminismo é a luta das mulheres por direitos iguais aos dos homens. Veja como ele surgiu:

Século XIX: as mulheres não podiam frequentar escolas. As moças de fino trato tinham de dedicar-se a prendas domésticas e as operárias trabalhavam até 18 horas, recebendo 1/10 do salário dos homens em funções idênticas. Não podiam votar. 

1893: a Nova Zelândia foi o primeiro país a conceder o direito de voto às mulheres. As brasileiras só tiveram esse direito em 1932. 

Anos 1920: durante e logo após a Primeira Guerra Mundial, elas foram obrigadas a sair de casa para ocupar as vagas deixadas por seus maridos, combatentes nos campos de batalha. Começaram a se organizar e a protestar contra a desigualdade de condições. O direito ao estudo e ao voto foi conquistado aos poucos. 

Anos 1950: a Segunda Guerra Mundial reforçou o movimento feminista. Novamente elas ocuparam o lugar dos homens no mercado de trabalho. É dessa época a invenção da pílula anticoncepcional, que deu às mulheres o direito de escolher quando querem ter filhos. 

Final do século XX: o perfil do movimento feminista mudou. Entre as reivindicações das mulheres estão também as lutas por igualdades sociais de minorias. 

Leia também:
A mulher que inspirou a figura de “Rosie, the Riveter”, um dos símbolos do feminismo
A origem do Dia Internacional para a Eliminação da Violência Contra as Mulheres (25/11)
8 curiosidades sobre o Dia da Mulher

Últimas Curiosidades

Artigos Relacionados

Curiosidades sobre gueixas

Curiosidades sobre gueixas

No início do século XX, havia 80 mil gueixas no Japão. Hoje são apenas duas mil. A influência do Ocidente é o principal motivo do desinteresse das japonesas pela profissão.  As gueixas são mulheres japonesas que estudam a arte da sedução, da dança, do canto e do...

O que são preceptoras?

O que são preceptoras?

Nas famílias abastadas da Europa, as crianças eram educadas e cuidadas por aias, profissionais que se ocupavam dos afazeres do lar e dos filhos dos patrões. Já nas famílias aristocráticas, as babás incumbidas de ministrar lições às moças eram as preceptoras. Ensinavam...

0 Comentários

0 comentários

Enviar um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *