Os 500 anos da bandeira brasileira

24 de abril de 2019

O Brasil já teve outras doze bandeiras diferentes. Bem, na verdade, a gente costuma contar também as bandeiras portuguesas que foram hasteadas por aqui desde que Pedro Álvares Cabral chegou ao Brasil em 1500. Se fôssemos contar só as bandeiras do Brasil após a proclamação da Independência, em 1822, teríamos apenas três. Conheça um pouquinho a história de cada bandeira:

Ordem de Cristo


A primeira bandeira hasteada em solo brasileiro foi a da Ordem de Cristo. A Ordem de Cristo era uma associação rica e poderosa, que patrocinou as grandes navegações portuguesas. A cruz de Cristo estava pintada nas velas da frota de Pedro Álvares Cabral e o estandarte da Ordem esteve presente no descobrimento de nossa terra, participando das duas primeiras missas.

Bandeira Real (1500 – 1521)


A bandeira do Primeiro Reino de Portugal, também usada nos barcos da esquadra de Pedro Álvares Cabral, participou de todos os acontecimentos importantes havidos em nossa terra até 1521. Foi a primeira vez que apareceu o escudo de Portugal.

Bandeira de D. João III (1521-1616)


Bandeira de Portugal usada durante o reinado de Dom João III, o “Colonizador”. Tomou parte em importantes fatos de nossa história, como as expedições exploradoras e colonizadoras, a instituição do Governo Geral na Bahia em 1549 e a posterior divisão do Brasil em dois Governos, um com sede no Norte e outro com sede no Sul.

Bandeira do Domínio Espanhol (1616-1640)


Bandeira portuguesa usada na ocupação espanhola. Foi criada por Felipe II, rei da Espanha, em 1616. Deveria ser hasteada em Portugal e suas colônias. Assistiu às invasões holandesas no Nordeste e ao início da expansão bandeirante, propiciada, em parte, pela União Ibérica.

Bandeira da Restauração (1640-1683)


Também conhecida como “Bandeira de D. João IV”, foi instituída logo após o fim do domínio espanhol. A ideia era caracterizar o ressurgimento do Reino Lusitano sob a Casa de Bragança. O fato mais importante que presidiu foi a expulsão dos holandeses do território brasileiro. A orla azul alia à ideia de Pátria o culto de Nossa Senhora da Conceição, que passou a ser a Padroeira de Portugal, no ano de 1646.

Bandeira do Principado do Brasil (1645-1816)


Esta foi a primeira bandeira criada especialmente para o Brasil. D João IV conferiu a seu filho Teodósio o título de “Príncipe do Brasil”.

Livro mostra curiosidades de todas as bandeiras do mundo

Bandeira de D. Pedro II, de Portugal (1683-1706)


Esta bandeira foi usada no auge das expedições dos bandeirantes. É interessante atentar para a inclusão do campo em verde (retângulo), que voltaria a surgir na Bandeira Imperial e foi conservado na bandeira atual, adotada pela República.

Bandeira Real Século XVII (1600-1700)


Ela foi usada como símbolo oficial do Reino, ao lado de outros três pavilhões já citados: a Bandeira da Restauração, a do Principado do Brasil e a Bandeira de D. Pedro II, de Portugal.

Bandeira do Reino Unido de Portugal, Brasil e Algarve (1816-1821)


Criada em razão da elevação do Brasil à categoria de Reino, em 1815. O Brasil está representando nessa bandeira pela esfera de ouro, em campo azul.

Bandeira do Regime Constitucional (1821-1822)


A Revolução do Porto, de 1820, fez prevalecer em Portugal os ideais liberais da Revolução Francesa, abolindo a monarquia absoluta e instituindo o regime constitucional, cujo pavilhão foi criado em 21 de agosto de 1821. Foi a última bandeira lusitana a tremular no Brasil.

Bandeira Imperial do Brasil (1822-1889)


Criada por um decreto de 18 de setembro de 1822, logo após a independência, esta bandeira era composta de um retângulo verde e nele, inscrito, um losango ouro, ficando no centro deste o Escudo de Armas do Brasil.

Bandeira Provisória da República (15 a 19 Novembro 1889)


A bandeira republicana, que copiava a norte-americana, teve uma vida curtíssima: apenas quatro dias. Foi hasteada na redação do jornal A Cidade do Rio, após a proclamação da República, e no navio “Alagoas”, que conduziu a família imperial ao exílio.

Bandeira Nacional (1889)


A atual bandeira nacional foi projetada em 1889 por Raimundo Teixeira Mendes e Miguel Lemos, com desenho de Décio Vilares. No lugar da coroa imperial, eles colocaram a esfera azul-celeste e a frase “Ordem e Progresso”, escrita em verde. A bandeira brasileira começou a ser usada no dia 19 de novembro de 1889. Por isso, nessa data comemora-se o Dia da Bandeira.

Leia também:
Curiosidades sobre a bandeira do Brasil
A desconhecida bandeira do Brasil com a estrela vermelha
Brasil já teve bandeira parecida com a dos Confederados americanos
Projetos curiosos para a bandeira brasileira que não foram aprovados

 

Artigos Relacionados

Curiosidades sobre o quadro “Independência ou Morte”

Curiosidades sobre o quadro “Independência ou Morte”

O quadro "Independência ou morte", de Pedro Américo (1843-1905),  entrou para a história como o retrato do momento da proclamação da Independência. Mas ele foi pintado apenas em 1888, em Florença (Itália), sob encomenda da Corte. A obra mede 7,6 x 4,15 metros e tem...

0 Comentários

0 comentários

Enviar um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *