1. O jogo Detetive foi criado em 1943 pelo músico e compositor inglês Anthony Ernest Pratt (1903-1994). Ele recebeu a patente no ano seguinte.
  2. Durante a Segunda Guerra, ele trabalhava numa fábrica de componentes de tanques. Achava aquilo um tédio e pensou que um jogo de tabuleiro poderia ajudar seus compatriotas a se divertirem.
  3. O nome original do jogo era “Murder!” [Assassinato] e foi inspirado em romances policiais ingleses. Seus autores preferidos eram Agatha Christie e Raymond Chandler.
  4. Elva Rosaline (1913-1990), mulher de Pratt, desenhou o primeiro tabuleiro do jogo.
  5. Em 1945, a empresa de jogos Waddingtons se interessou pela ideia de Pratt. Mas fez adaptações e mudou o nome para Cluedo.
  6. Na versão original, o jogo tinha dez personagens, onze salas e nove armas. Ficou com seis personagens, nove salas e seis armas. Mr. Brown, Mr. Gold, Miss Grey e Miss Silver foram eliminados.
  7. Por falta de insumos na indústria gráfica, o Cluedo, mistura de Clue (“pista” em inglês) e Ludo (“eu jogo” em latim), só seria lançado em 1949.
  8. Pratt vendeu os direitos internacionais do jogo em 1953 para a Waddingtons por apenas 5 mil libras. Com o dinheiro, o casal comprou uma loja de venda de cigarros e doces. Pratt ainda seria obrigado a trabalhar num escritório de advocacia por três anos antes de se aposentar.
  9. Nos Estados Unidos e no Canadá, o jogo foi rebatizado de Clue pela Parker Brothers.  A Parker Brothers pertence ao grupo Hasbro desde 1991.
  10. No Brasil, ele foi lançado pela Estrela com o nome Detetive em 1977. A Hasbro lançou no Brasil o Clue. As regras dos dois passaram por modificações ao longo dos anos.
  11. Os personagens do Cluedo são Colonel Mostard, Mrs. White, Miss Scarlett, Professor Plum, Mrs. Peacock e Reverend Green. Dois nomes foram alterados na versão original: Colonel Yellow e Nurse White. Na primeira versão do Detetive, eles se chamam Coronel Mostarda, Dona Branca, Dona Violeta, Professor Black, Senhor Marinho e Senhorita Rosa.
  12. O objetivo é descobrir o assassino, e o cômodo da casa e o objeto usados para o crime.