SÍMBOLO OLÍMPICOO barão de Coubertin, criador dos Jogos Olímpicos da era moderna, era contra a presença de mulheres nas disputas. Mas havia uma grande pressão por parte das feministas, cada vez mais atuantes. Em 1900, elas eram seis corajosas tenistas e cinco golfistas, que enfrentaram as recusas dos organizadores. Para acalmar a fúria destas precursoras, foi montada uma espécie de torneio paralelo. Em 1920, inscreveram-se 63 mulheres nos Jogos da Antuérpia. Elas já somavam 136 em 1924.

Logo na abertura dos Jogos de Amsterdã, em 1928, o barão subiu à tribuna e pediu demissão do cargo de presidente de honra do Comitê Olímpico Internacional. No discurso, ele acusou seus seguidores de haverem “traído o ideal olímpico, permitindo a presença de mulheres”.

Leia também:
Mulheres brasileiras nas Olimpíadas
10 destaques femininos nas Olimpíadas

Conheça os livros:
O Guia dos Curiosos – Jogos Olímpicos
Infográficos Olímpicos