A ideia da bandeira dos refugiados (The Refugee Nation) foi de dois publicitários curitibanos radicados em Nova York, Artur Lipori e Caroline Rebello. Eles ficaram entusiasmados quando souberam que haveria uma delegação de refugiados na Olimpíada Rio-2016. Para fazer a bandeira, a dupla entrou em contato com a síria Yara Said, refugiada na Holanda. Ela criou a bandeira laranja com a faixa preta. Mas ela não foi aceita pelo Comitê Olímpico Internacional. O hino ficou a cargo do também sírio Moutaz Arian.

Nessa entrevista, o professor Tiago Berg, autor do livro “Bandeiras de Todos os Países do Mundo“, conta mais sobre a escolha das cores laranja e preta para compor a bandeira.