Novo Livro O Guia dos Curiosos - Edição Fora de Série

Jogadores do Brasil que foram para o álbum de figurinhas, mas não para a Copa

6 de maio de 2014

Daqui a pouco, o técnico Luiz Felipe Scolari irá anunciar a lista de 23 convocados da Seleção Brasileira para a Copa do Mundo de 2014. Para um grupo de torcedores, a curiosidade é saber quantos jogadores que estão no álbum de figurinhas da Copa entrarão na lista da CBF. Como o produto precisa ser feito com bastante antecedência, os editores acabam fazendo um exercício de adivinhação, baseado em convocações anteriores. Quase sempre alguém escapa. Não só no time brasileiro, mas na maioria das equipes.

A Panini lança álbuns de Copas do Mundo desde 1970 – ano em que a Seleção Brasileira conquistou o tricampeonato, no México. As principais seleções contavam com figurinhas de 14 jogadores, a bandeira do país, o esquadrão reunido e o emblema da federação local. O Brasil era um deles. A Panini começou com o pé direito. Só errou um jogador. Incluiu Dirceu Lopes, na época atacante do Cruzeiro, que não foi chamado por Zagallo.

Na Copa seguinte, a Panini errou feio em seus palpites. Das 20 figurinhas com craques brasileiros, 5 não foram chamados: Felix, Carlos Alberto Torres, Carbone, Palhinha e Clodoaldo – o meio-campista do Santos foi cortado da escalação final por causa de uma distensão muscular.

O mesmo número de erros voltou a se repetir depois de doze anos. Dessa vez, no entanto, a Panini não pode ser culpada pela rigidez do treinador Telê Santana. Em 1986, às vésperas da viagem para a Copa que seria jogada no México, Renato Gaúcho (atacante do Grêmio) e Leandro (lateral-direito do Flamengo) voltaram depois do horário para a concentração. Telê descobriu e cortou Renato Gaúcho da Seleção. Em solidariedade ao amigo, Leandro pediu para não viajar ao México. Além dos dois, Mozer e Toninho Cerezo foram cortados por lesão. O único jogador que a editora realmente errou foi Éder Aleixo, ponta do Palmeiras. Portanto, entre cinco figurinhas, dois festeiros, dois machucados e um esquecido por Telê – azar deles e dos colecionadores.

De 1970 a 2010, a Panini colocou no álbum 33 figurinhas de jogadores brasileiros que não foram às Copas. Apenas um está duas vezes nessa lista. Mauro Silva, o titular do cromo número 24 em 1998 e do cromo número 179 em 2002, não participou desses mundiais. Só no álbum da Copa de 1994, a editora acertou. Mauro Silva foi tetracampeão nos Estados Unidos. “Todo jogador sonha em jogar uma Copa do Mundo, e estar no álbum da Copa faz parte disso”, afirma ele. “É uma emoção legal  estampar uma figurinha, mas isso acaba iludindo o atleta. Estar no álbum dá  mais certeza que você será convocado.  Quando sai a lista e seu nome não está ali bate uma grande tristeza.  Ainda mais no meu caso que estava bem cotado para ir nas outras duas  Copas também”.

Mesmo não convocado em 1998 e 2002, Mauro Silva não quis saber de rasgar as figurinhas: “A Panini dava o álbum completo para os jogadores. Tenho todas guardadas com muito carinho até hoje. Meu filho está colecionando o álbum da Copa de 2014, e estou curtindo junto com ele”.

Da série da Panini, apenas o álbum da Copa de 1990, o primeiro lançado pela editora também no Brasil, não errou nenhum palpite. Os 17 jogadores canarinhos foram mesmo para a Itália.

Confira todos jogadores que foram figurinhas, mas não foram convocados para a Copa do Mundo:
1970: Dirceu Lopes (Cruzeiro) – 1 erro entre 14 figurinhas
1974: Felix (Fluminense), Carlos Alberto Torres (Santos), Clodoaldo (Santos – cortado por lesão), Carbone (Botafogo) e Palhinha (Corinthians) – 5 erros entre 20 figurinhas
1978: Zé Maria (Corinthians – cortado por lesão), Paulo Cesar Caju (Botafogo), Luis Pereira (Atlético de Madrid) e Raul Plassmann (Cruzeiro) – 4 erros entre 16 figurinhas
1982: Zé Sérgio (São Paulo) – 1 erro entre 16 figurinhas
1986: Leandro (Flamengo – decidiu não ir para a Copa em solidariedade ao corte de Renato Gaúcho), Mozer (Flamengo – cortado por lesão), Toninho Cerezo (Roma – cortado por lesão), Renato Gaúcho (Grêmio – cortado por indisciplina) e Éder Aleixo (Palmeiras) – 5 erros entre 16 figurinhas
1990: nenhum erro entre 17 figurinhas
1994: Ricardo Gomes (Paris Saint Germain – cortado por lesão), Palhinha (São Paulo) e Evair (Palmeiras) – 3 erros entre 17 figurinhas
1998: Flavio Conceição (Deportivo La Coruña – cortado por lesão), Mauro Silva (Deportivo La Coruña), Zé Maria (Parma) e Romário (Flamengo – cortado por lesão) – 4 erros entre 16 figurinhas
Edição nacional 2002: Juan (Flamengo) e Emerson (Roma – cortado por lesão) – 2 erros entre 16 figurinhas
Edição europeia 2002: Antônio Carlos Zago (Roma), Zé Roberto (Bayer Leverkusen), Mauro Silva (Deportivo La Coruña) e Emerson (Roma – cortado por lesão) – 4 erros entre 16 figurinhas
2006: Roque Júnior (Bayer Leverkusen), Julio Baptista (Real Madrid) e Renato (Sevilla) – 3 erros entre 17 figurinhas
2010: André Santos (Fenerbahce), Ronaldinho (Milan) e  Adriano (Roma) – 3 erros entre 17 figurinhas

Esta página contém links de afiliados. Ao fazer uma compra por um desses links, o Guia dos Curiosos recebe uma comissão e você não paga nada a mais por isso.

Artigos Relacionados

A Rádio ONCB e as Paraolimpíadas de Tóquio 2020

A Rádio ONCB e as Paraolimpíadas de Tóquio 2020

Os Jogos Paraolímpicos de Tóquio começam na próxima terça-feira, dia 24. Marcus Aurélio Carvalho, diretor e apresentador da Rádio ONCB, emissora web da Organização Nacional de Cegos do Brasil, explica como será a cobertura diferenciada do evento. Marcus fala também de...

O autor de 150 hinos de times de futebol

O autor de 150 hinos de times de futebol

O compositor paulista Carlos Santorelli tem mais de 2 mil músicas gravadas. Em 1997, ele lançou um CD com hinos para os principais times do Rio Grande do Norte compostos por ele. Depois, em 2011, veio outro, desta vez com times paraibanos. Mas foi a partir de 2017 que...

Pugilista perdeu a orelha e não consegue usar máscara?

Pugilista perdeu a orelha e não consegue usar máscara?

Em novembro de 1996, o pugilista Evander Holyfield, pentacampeão mundial dos pesos-pesados, desafiou Mike Tyson pelo título da Associação Mundial de Boxe. Holyfield venceu de forma surpreendente ao realizar a proeza de nocautear Tyson no 11º round. Em junho do ano...

2 Comentários

2 Comentários

  1. milton sanuki

    sugestão para a Panini: quando todas as 32 seleções definirem os 23 jogadores, ela poderia lançar uma série para serem colados no lugar dos que não forem convocados pelas seleções, aí sim o album estaria representando a COPA!!!

    Responder
  2. milton sanuki

    sugestão para a Panini: quando todas as 32 seleções definirem os 23 jogadores, ela poderia lançar uma série para serem colados no lugar dos que não forem convocados pelas seleções, aí sim o album estaria representando a COPA!!!

    Responder

Enviar um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Share This