Na segunda semana de agosto de 1919, o personagem Zorro surgiu nas páginas da revista “All-Story Weekly”. O nome da história era “A Maldição de Capistrano“. Criado pelo escritor americano Johnston McCulley, Zorro se tornou um dos mais icônicos personagens da ficção. No ano seguinte, a história serviu para que o ator Douglas Fairbanks estrelasse o filme mudo “A Marca do Zorro”. Ele ainda faria outro filme, em 1925, desta vez interpretando Don Cesar de La Vega, o filho de Zorro.

Além de estabelecer referências para os filmes de ação e aventura, Fairbanks definiu as regras para o personagem. Foi o primeiro a usar a meia-máscara. Colocou o chicote no arsenal de Zorro e inventou a famosa marca “Z”, que não existia nos contos. Graças à repercussão, McCulley escreveu mais histórias sobre o Zorro por quatro décadas.

Em 1924, “A Maldição de Capistrano” foi republicada como livro com o título “A Marca do Zorro” para ser associado ao filme. No Brasil, o livro foi publicado pela editora Panda Books.  O primeiro filme falado e também colorido do personagem, “The Bold Caballero”, foi lançado em 1936.

No ano seguinte, foi produzido o primeiro seriado de Zorro, em 12 episódios: “A Volta de El Zorro”. O herói aqui é James Vega, descendente de Don Diego. Em 1940, a Fox produziu uma nova versão de “A Marca do Zorro”, estrelada por Tyrone Power. Ela foi considerada a mais fiel à história do livro.

A popularidade do herói continuou a aumentar e Zorro se mudou para a televisão com uma série produzida pelos Estúdios Disney. Esta fase é uma das mais conhecidas do público. Estrelada por Guy Williams, ela recebeu assessoria do próprio criador, Johnston McCulley. Foi produzida entre 1957 e 1959, num total de 82 episódios, sendo cancelada em função de uma disputa financeira entre Walt Disney e a ABC, que acabou nos tribunais.

“A Marca do Zorro” também influenciou Bob Kane e Bill Finger na criação e origem do Batman. Zorro tem uma dupla identidade, assim como Batman. Se Zorro monta um cavalo e seu esconderijo é uma caverna sob sua casa. Batman sai da batcaverna usando o Batmóvel.  Zorro tem uma passagem secreta dentro de um relógio de pêndulo, igualzinho ao Batman.

No Brasil, a TV Bandeirantes produziu em 1969 a novela juvenil “As Aventuras do Zorro”. Coube ao consagrado jornalista e apresentador José Paulo de Andrade interpretar Zorro e Don Diego de la Vega.

Leia também:
O “Zorro” de José Paulo de Andrade precisou de dublê
De Falcão Negro a Zorro: os heróis mascarados da TV
Zorro: o herói de capa e espada em seriado da Disney
10 curiosidades de “A Marca do Zorro”