A boneca mais famosa do mundo, lançada em 9 de março de 1959, foi inspirada e ganhou o nome de Barbie Handler, apelido de Barbara, filha da americana Ruth Handler, fabricante de brinquedos. Ruth achava as caras das bonecas da época infantis demais e desenhou a Barbie com um ar mais adulto. Ao lado do marido Elliot, que fabricava casas de bonecas, em 1945 ela fundou a fábrica de brinquedos Mattel.

A inspiração para a Barbie veio da boneca alemã Bild Lilli, que também tinha formas adultas.

CRIADORA DA BARBIE

Ruth Handler morreu no dia 27 de abril de 2002. Aos 85 anos, ela teve complicações depois de uma cirurgia no cólon. Seu marido, Elliot Handler, faleceu em 21 de julho de 2011, aos 95 anos. Ele sofria de problemas cardíacos e tinha sido internado anteriormente.

Quando a Barbie foi lançada, na Toy Fair de 1959, as pessoas não acreditavam que faria sucesso. As vendas foram tão boas que a Mattel levou algum tempo até conseguir atender todos os pedidos. Só no primeiro ano, foram vendidas 351 mil unidades.

BARBIE

O nome completo da boneca é Barbara Millicent Robert. Ela nasceu na cidade fictícia de Willows, no estado norte-americano de Wisconsin.

O primeiro modelo da boneca vinha com maiô listrado preto e branco. Custava 3 dólares. Hoje, uma Barbie pode custar até 10 mil dólares.

“Playable Barbies Pink Box” são as Barbies fabricadas para as crianças. As “Barbies Collectibles” são feitas para os colecionadores, mais detalhadas e caras.

Uma das Barbies mais vendidas até hoje foi a Totally Hair, cujos cabelos iam até os pés. Foram cerca de 10 milhões de unidades.

Barbie tem três irmãs: Skipper, com dezoito anos; Stacie, com onze; e Kelly, com quatro. A boneca já ganhou várias amigas. A primeira foi Midge, criada em 1963. Ela era ruiva e sardenta e tinha olhos verdes.

A bonequinha acompanha as tendências de seu tempo: no começo, tinha ares de Doris Day. Em 1964, foi inspirada em Brigitte Bardot. Três anos mais tarde, passou a usar minissaia. Em 1965, ganhou uma versão negra por causa de problemas raciais americanos. Em 1969, por causa de Woodstock, tornou-se hippie. Na década de 1970, aderiu aos patins e à moda country.

Ken, o namorado de Barbie, de 1961, também foi inspirado em Kenneth, filho de Ruth Handler. Barbie e Ken namoraram por 43 anos e se separaram em fevereiro de 2004. Logo depois, ela engatou um namoro com o surfista australiano Blaine. O boneco foi batizado em junho de 2004 por meio de uma votação promovida pela Mattel. Barbie e Ken reataram o namoro em 2006. O sobrenome de Ken é Carson.

A primeira Barbie de pele negra foi Christie, lançada em 1968.

Barbie já interpretou uma série de personagens: enfermeira, secretária, médica, empresária, mergulhadora, tenista, atleta, dentista, bombeira, militar, universitária, etc. Tornou-se cirurgiã em 1973, mulher de negócios em 1985, astronauta no ano seguinte e candidata à Presidência em 1993.

A boneca tem 38 bichinhos de estimação, entre eles cachorros, gatos, pôneis, cavalos e até papagaio, urso panda, chipanzé, leão, girafa e zebra.

A Barbie passou a ter umbigo no ano 2000, com o lançamento do modelo “Jewel Girl” (“Garota Joia”).

No Bicentenário da Independência dos Estados Unidos, em 1976, uma Barbie foi colocada em uma cápsula do tempo. Só será aberta em 2076, para mostras às futuras gerações como eram as mulheres daquela época.

Na ocasião do 20º aniversário da morte do cantor Elvis Presley, em agosto de 1997, Barbie ganhou uma versão na qual dançava com um boneco do ídolo.

Em agosto de 1997, ela ganhou uma exposição no Museu Nacional de Mônaco. Eram 110 bonecas vestidas por 55 grandes costureiros, como Christian Dior, Christian Lacroix, Claude Montana, Guy Laroche, Paco Rabanne, Pierre Balmain, Ted Lapidus, Louis Ferraud. A madrinha da exposição foi a princesa Stephanie, de Mônaco.

Em 1999, o artista americano Tom Forsythe fotografou Barbies em poses sexies e a nudez das bonecas ilustrou 40 cartões postais. A Mattel tentou impedir a divulgação do material, mas a justiça liberou, alegando que o ensaio era apenas uma paródia e não afetava os direitos autorais do brinquedo.

A boneca deixou sua marca na Calçada da Fama, em Hollywood, Los Angeles (Estados Unidos), em 2002.

Susi, boneca lançada pela Estrela, foi a coqueluche das meninas brasileiras nos anos 1960 e 1970. Também loirinha, foi inspirada numa boneca americana chamada Tammy. Quando a Estrela começou a fabricar a Barbie, em 1985, Susi ficou um bom tempo fora do mercado.