Geny Prado foi o primeiro grande nome feminino da comédia. Ela participou do programa humorístico “Rancho Alegre”, com Mazzaropi, logo no início de vida da TV Tupi-Difusora.

Geny Prado abriu as portas para outros nomes, como Maria Vidal (a primeira mulher a falar um palavrão na televisão), Consuelo Leandro, Sônia Mamede, Ema D’Ávila, MarIa Tereza, Nair Bello e Dercy Gonçalves, entre tantos outras. Vale citar também Zezé Macedo, Cláudia Jimenez, Fafy Siqueira, Tatá Werneck, Dani Calabresa.

Magalhães Júnior destaca também Nancy Wanderley, que começou como rádio-atriz cômica e, graças à sua versatilidade, fez sucesso na TV no final dos anos 1950 até o final dos anos 1960. Nancy foi casada com Chico Anysio e mãe do também humorista Lug de Paula (o “Seu Boneco” da Escolinha do Professor Raimundo). Ela possuía recursos vocais que iam do mais estridente até uma voz mais doce, que usou para dublar a fada Flora em “A Bela Adormecida”.