• Dirigir com a carteira vencida há mais de 30 dias.
  • Deixar de reduzir a velocidade do veículo próximo a escolas, hospitais, estações de embarque e desembarque de passageiros ou onde haja intensa movimentação de pedestres.
  • Transitar na contramão em ruas com sentido único de circulação.
  • Transitar em calçadas, canteiros centrais, acostamentos, marcas de canalização e gramados.
  • Fazer retorno em locais proibidos.
  • Não parar antes de cruzar linha férrea.
  • Avançar o sinal vermelho.
  • Deixar de dar preferência de passagem a pedestre que esteja na faixa.
  • Deixar de prestar socorro a vítimas de acidentes de trânsito.
  • Dirigir embriagado (em nível superior a 6 decigramas de álcool por litro de sangue).
  • Dirigir ameaçando os pedestres que estejam atravessando a rua ou os demais veículos.
  • Transitar em rodovias em velocidade acima de 20% da máxima permitida, ou a mais de 50% da máxima permitida em vias públicas.
  • Participar de racha ou pega.
  • Confiar a direção do veículo a pessoa que, mesmo habilitada, não esteja em condições de dirigir com segurança, por seu estado físico ou psíquico.
  • Conduzir o veículo sem qualquer uma das placas de identificação ou sem licenciamento.
  • Transpor bloqueio policial sem autorização.
  • Demonstrar ou exibir manobra perigosa, arrancada brusca, derrapagem ou frenagem com deslizamento ou arrastamento de pneus.
  • Estacionar na pista de rolamento das estradas, das rodovias, das vias de trânsito rápido e das vias dotadas de acostamento.
  • Não dar passagem aos veículos de bombeiros, de polícia e às ambulâncias em serviço de urgência.
  • Levar crianças menores de 10 anos no banco da frente.
  • Dar falsa declaração de domicílio para registro, licenciamento ou habilitação.
  • Ultrapassar pela contramão onde houver linha dupla contínua ou simples amarela.
  • Bloquear a via com veículo.