1. Maria Antónia Josefa Joana de Habsburgo-Lorena, ou simplesmente Maria Antonieta, nasceu em 2 de novembro de 1755. Era a 15ª  filha de Maria Teresa de Habsburgo e de Francisco I, os imperadores da Áustria. MARIA ANTONIETA

2. Ela se casou com Luis XVI de Bourbon, herdeiro do trono da França, em 1770. Tinha apenas 14 anos, e tornou-se rainha cinco anos depois.

3. Luis XVI de Bourbon demorou sete anos para “consumar” o casamento com Maria Antonieta. O fato causou boatos de que a rainha seria estéril. A primeira filha do casal, Maria Teresa Carlota, nasceu em 1778.

4. A rainha gostava de atuar em óperas.

5. No início, Maria Antonieta era muito querida pela população francesa, que via nela uma esperança de melhora na situação de miséria em que o Rei Luis XV mergulhou o país. Mas, depois de escândalos sobre sua esterilidade e as gastanças da corte, ela passou a ser apontada como traidora da França.

6. Em 1781, Maria Antonieta mudou-se para um palácio construído para ela, que ficava bem próximo do Palácio de Versalhes. O “Petit Trianon” foi um presente de seu marido, o Rei.

7. A frase “se o povo não tem pão, que coma brioches” é atribuída a Maria Antonieta. Mas historiadores acreditam que a rainha nunca disse essa frase.

8. Depois de assinar um contrato que favorecia seu irmão, então imperador da Áustria, Maria Antonieta passou a ser chamada de “A Austríaca” pela corte francesa.

9. Há boatos de que a rainha teve um amante sueco, o Conde Fersen.

10. Maria Antonieta foi presa, junto com Luis XVI, em 1792. No ano seguinte, foi julgada e condenada à guilhotina por traição. Foi a última rainha da França. No dia 16 de outubro de 1793, às 12:15, vestindo roupas simples, Maria Antonieta foi guilhotinada. Seu corpo foi jogado em uma vala comum, no cemitério de La Madeleine (fechado em 1794).