Magawa, um rato detector de minas terrestres no Camboja, recebeu hoje a Medalha de Ouro PDSA por sua bravura e devoção ao serviço.  A fundadora da People’s Dispensary for Sick Animals, na Inglaterra, Maria Dickin (1870-1951), criou o “Animal Awards Program” em 1943. Ela acreditava que reconhecer os animais por seu heroísmo aumentaria seu valor na sociedade. Além da medalha de ouro PDSA, a instituição beneficente também concede a medalha PDSA Dickin, a Ordem de Mérito PDSA e a Comenda PDSA. A instituição de caridade animal foi fundada em 1917 e, desde então, oferece atendimento veterinário gratuito e a custo reduzido para bichos de estimação de pessoas necessitadas. A própria PDSA calcula ter atendido cerca de 20 milhões de pets.

Magawa

Magawa faz parte de uma equipe apelidada de “HeroRats” e é o primeiro rato na história de 77 anos da instituição a receber uma medalha PDSA. Ele se junta à galeria de cães, cavalos, pombos e um gato homenageados. Os ratos gigantes africanos são naturais de Gâmbia. Medem quase 1 metro e pesam aproximadamente 1,5 quilo. Magawa foi treinado pela equipe da ONG belga Apopo para detectar minas terrestres. Tem capacidade para varrer uma área de 200 metros quadrados em 20 minutos. Ele já descobriu 39 minas terrestres e 28 itens de munições não detonadas. Ele também varreu (e tornou seguro) 140 mil metros quadrados de terra para a população local. 

A presença de minas terrestres é um problema muito sério no Camboja. Calcula-se que o país tem ainda entre 4 milhões e 6 milhões de minas terrestres, colocadas ali entre 1975 e 1998 durante a Guerra Civil. Elas já vitimaram 64 mil pessoas, incluindo mortes e mutilações.

Para a cerimônia de condecoração, que pela primeira vez aconteceu virtualmente, a PDSA mandou confeccionar uma medalha em miniatura, feita pelos joalheiros da renomada Cleave & Co. Ela tem 18,25 mm de diâmetro e pesa 3,9 g – a medalha de tamanho tradicional tem 38,5 mm e 29,2 g. A Medalha de Ouro PDSA é um prêmio instituído em 2001 e é concedido a animais civis por sua bravura, que salva vidas. Magawa é o 30º ganhador da Medalha de Ouro PDSA e o primeiro não canino a recebê-la.

Leia também: A medalha que presta homenagem a animais que lutaram em guerras