A PRAÇA É NOSSA

O ponto de encontro de sujeitos bem peculiares. Essa é A Praça é Nossa, programa criado por Manoel da Nóbrega em 1956. A idéia do formato pintou meio por acaso: o comediante estava alimentando pombos em uma praça de Buenos Aires (Argentina), quando notou que o lugar era freqüentado pelos mais diferentes tipos. Resolveu então apresentar à extinta TV Paulista (hoje rede Globo) o projeto de um humorístico com cenário simples (apenas um banco) por onde passavam vários personagens engraçados.

A atração estreou em 1957, sob o nome de A Praça da Alegria. Na década de 1970, durante um curto período de tempo, ficou sob o comando do comediante Luiz Carlos Miéle, mas sempre foi tocado pela família Nóbrega. O filho de Manoel, Carlos Alberto, assumiu a apresentação do programa quando ele migrou para o SBT e mudou seu nome para A Praça é Nossa. Depois, sua direção foi para as mãos do filho de Carlos Alberto, Marcelo.

Durante todo esse tempo, inúmeras figuras circularam pelo local. Relembre alguns dos personagens mais memoráveis:

Nobre Colega

 

Borges de Barros

 

Dona Catifunda

 

Zilda Cardoso

 

Mendigo

 

Moacyr Franco

 

Velha Surda

 

Ronnie Rios

 

Vera Verão

 

Jorge Lafond

 

Fofoqueira

 

Maria Tereza

 

Zé Bonitinho

 

Jorge Loredo

 

Philadelpho

 

Ronnie Rios

 

Sabichão

 

Walter D’Ávila

 

Pacífico

 

Ronald Golias

 

Cocada

 

Roni Cócegas

 

Seu Explicadinho

 

Ronnie Rios

 

Pureza

 

Valéria Luerci

 

Saco do Pobre

 

Wilson Vaz

 

Lola, a repórter

 

Consuelo Leandro

 

Lady Grace Benedit

 

Maria Tereza