Bucha

Grupo criado em 1831 por Júlio Frank, mestre em Ciências Naturais da Faculdade de Direito do largo São Francisco, em São Paulo (SP). Tinha como propósito ajudar estudantes carentes e fazer debates literários, mas acabou se tornando uma sociedade com objetivos políticos e culturais. Chegou a atuar ao lado de abolicionistas e republicanos. Seu nome é uma adaptação de Burschenschaft, palavra alemã que significa “confraria de camaradas”.

Caveiras e Ossos

Essa confraria estudantil da Universidade de Yale (EUA) foi estabelecida em 1832. Com o passar dos anos, restringiu-se a entrada de membros — passaram a ser aceitos apenas homens ricos —, o que lhe deu poder e influência política. O presidente norte-americano George W. Bush faz parte dela.

Cavaleiros Templários

Foi fundada em 1118, após a Primeira Cruzada. O escritor Guillaume de Tyre a menciona em seus textos como os guardiões dos caminhos que levavam à Terra Santa. Dizem que essa sociedade secreta lançou práticas bancárias de grande eficiência. Ela acabou em 1307, por ordem de um decreto papal.

Illuminati

Seu nome significa “os iluminados”. Fundada em 1776 na Bavária (Alemanha), era composta pela elite intelectual do local e tinha como objetivo realizar ações políticas, infiltrando pessoas em organizações importantes. Acabou em 1784.

Maçonaria

É uma ordem fraternal composta de homens de qualquer profissão. Seu nome vem da palavra inglesa mason, que significa pedreiro. Surgiu na Idade Média como uma associação de profissionais da construção. Eles se inspiraram em Hiram Abiff, o responsável pelo Templo de Salomão, que morreu por não revelar os segredos de sua profissão. No início do século XVIII, na Grã-Bretanha, ganhou os contornos atuais. Tem mais de setenta rituais e 33 graus hierárquicos.

Priorado de Sião

A única menção a esta sociedade secreta data de 20 de julho de 1956. O Journal Officiel, publicação do governo francês na qual todos os grupos   civis deviam ser registrados, o menciona como uma entidade voltada a promover estudos e ajuda mútua a seus membros. No livro O Código Da Vinci, de Dan Brown, o Priorado de Sião é descrito como a sociedade responsável por defender os membros da linhagem divina e a verdade sobre a história de Cristo, revelada em uma série de “dossiês secretos”. Na verdade, ela foi criada por quatro amigos franceses. Seu nome é inspirado em uma montanha que ficava próxima à casa de um de seus fundadores.

Rosa-Cruz

Essa sociedade se autodenomina como uma organização de caráter místico-filosófico. A Rosa-Cruz derivou das instituições que dominavam o conhecimento no Egito antigo. Seu objetivo é despertar o potencial interior do ser humano. No século XVII, foram publicados três manifestos que lançaram as bases da sociedade. Depois, em 1915, o escritor H. Spencer Lewis lhe deu os contornos atuais.