Novo Livro O Guia dos Curiosos - Edição Fora de Série

O templo

24 de abril de 2019

 

As reuniões maçônicas são realizadas em “lojas”. Dentro delas é proibido fazer pregações religiosas e políticas. O objetivo é garantir a liberdade de pensamento e evitar a sobreposição de uma doutrina em detrimento de outra. As discussões sectárias em nome da maçonaria também são terminantemente proibidas. A maçonaria encoraja a religiosidade sem a escolha de uma única religião. O mesmo faz com a posição política. Orienta o maçom a ser ativo na sociedade sem que precise se engajar em um partido.

Durante os eventos, as lojas viram palcos de rituais. Os ensinamentos da maçonaria são transmitidos por meio de cerimônias. Nessas ocasiões a alegoria é fundamental, os instrumentos e vestimentas seguem tradições antigas que vêm se perpetuando desde a Idade Média. As ferramentas do ofício de pedreiro, por exemplo ainda são utilizadas.

A maçonaria adota o Livro da Lei, o Esquadro e o Compasso. Eles são considerados as Três Luzes Emblemáticas e devem permanecer sobre o Altar dos Juramentos.

No início, a maçonaria não tinha lugares específicos para reunir seus adeptos. A partir de 1776, com a construção do Freemason´s Hall, na Inglaterra, é que os templos começaram a ser difundidos.

 

Esta página contém links de afiliados. Ao fazer uma compra por um desses links, o Guia dos Curiosos recebe uma comissão e você não paga nada a mais por isso.

Artigos Relacionados

0 Comentários

0 comentários

Enviar um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Share This