BOSSA NOVA

1. Por volta de  1932, o compositor Noel Rosa ouviu a expressão “bossa” em sala de aula, na Faculdade de Medicina do Rio de Janeiro. Na época, a palavra significava – no jargão médico – “protuberância arredondada na superfície óssea do crânio”, que, de acordo com uma ciência chamada frenologia, determinava a vocação e capacidade das pessoas.  Ele acabou usando a palavra no samba “São Coisas Nossas”, empregando “bossa” com o sentido de aptidão, vocação.

2. Um grupo de sambistas formado por Mário Reis, Luiz Barbosa e Ciro Monteiro adotou o termo e passou a se auto-denominar “cantores de bossa”.

3. Na década de 1950, a gíria já tinha se espalhado pela cidade e qualquer coisa original ou extravagante era chamada de “bossa”.

4. Em 1958, o show de um grupo de música moderna foi anunciado como “Show com Sílvia Teles e um conjunto de bossa nova” pelo Grupo Universitário Hebraico. Participante do evento, o compositor e produtor musical Ronaldo Bôscoli passou a usar “bossa” para definir aquele tipo de música – uma mistura de samba, bolero e jazz.

5. A música “Desafinado”, composta por Tom Jobim e Newton Mendonça, é considerada a primeira música de bossa nova. O termo aparece na letra, no trecho “Se você insiste em classificar / Meu comportamento de anti-musical / Eu mesmo mentindo devo argumentar / Que isto é Bossa Nova, isto é muito natural”.