O filósofo Quincas Borba deixa todos os bens para um professor mineiro, Rubião, com a condição de que ele tome conta de seu cachorro, também chamado Quincas Borba. O livro, cujo título é Quincas Borba, foi escrito em 1891 por Machado de Assis (1839-1908).