Panela com colher mecanizada
A colher, acoplada a uma panela, mexe sozinha a comida. Se o telefone tocar, por exemplo, acaba aquele problema de ter de parar de mexer a comida.

Protetor de bigode
Ele vem preso à colher ou ao copo para manter o bigode seco quando se toma sopa ou se bebe alguma coisa. Invenção da americana Mary Evans, em 1899.

Roupa flutuante
A roupa idealizada por André Cateysson, registrada em 1904, era confeccionada em guarnições tubulares, pneumáticas ou cheias de pedacinhos de cortiça.

Sapatos flutuantes
Lembravam pequenas pranchas de surfe para encaixar nos pés e servem para andar em cima da água. Foram desenvolvidos pelos artistas plásticos mineiros Inimá José de Paula e Antônio Luís Araújo, mas nunca chegaram a ser fabricados.

Solado e salto de sapato removível
Em 1953, Giordano Bruno Bismarck inventou solados e saltos com orifícios e saliências para serem ajustáveis a uma base fixa no sapato. Com isso, aumentaria a durabilidade do calçado. Giordano acabou se desentendendo com a indústria que fabricava os sapatos e a parceria foi interrompida em 1959. Ele patenteou, em 1972, o pente-pincel – um pente com uma pequena esponja para a aplicação de tinturas no cabelo.

Trilhos para a mesa
O francês Gaston Menier instalou em 1880 em sua mesa de jantar trilhos que vinham da cozinha. Os pratos vinham num trem elétrico, a 3 km/h, controlado pelo anfitrião e conseguia transportar até 25 quilos de comida.