Novo Livro O Guia dos Curiosos - Edição Fora de Série

Curiosidades sobre o pau-brasil, árvore que batizou o país

24 de abril de 2019

Em 1500, o pau-brasil era abundante na Mata Atlântica do litoral do Rio Grande do Norte até o Rio de Janeiro. Os índios o chamavam de “ibirapitanga” (“árvore vermelha”, em tupi). De seu tronco, de fato, eles extraíam a tinta vermelha para pintar os corpos.

O nome dado pelos portugueses vem de bersil, que significava brasa no português da época. O pau-brasil, árvore que tem 20 metros de altura, foi um de nossos primeiros produtos de exportação. Com seus machados de ferro, os portugueses não levavam mais que 15 minutos para derrubar uma árvore.

De 1500 a 1600, calcula-se que 2 milhões delas vieram abaixo. Hoje, o pau-brasil está quase extinto. Sobrevive em hortos e reservas. E serve apenas para fabricar instrumentos de corda.

Leia também: Qual é a relação do pau-brasil com a cor vermelha?

Esta página contém links de afiliados. Ao fazer uma compra por um desses links, o Guia dos Curiosos recebe uma comissão e você não paga nada a mais por isso.

Artigos Relacionados

Qual é o colégio mais antigo do Brasil?

Qual é o colégio mais antigo do Brasil?

Os colégios mais antigos do país ainda em atividade foram todos fundados ainda na época do Império. O primeiro da lista é o Ginásio Pernambucano, instituição de ensino médio de Recife, que abriu as portas em 1825. Há uma discussão aí sobre a primazia porque a escola...

Livros homenageiam Independência do Brasil

Livros homenageiam Independência do Brasil

O jornalista Marcelo Duarte apresenta dois lançamentos que comemoram a Independência do Brasil. "Memória póstumas do burro da Independência", dedicado ao público infantil (que os papais vão se divertir também) e "Independência ou zero!", uma nova aventura juvenil do...

0 Comentários

0 comentários

Enviar um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Share This