BMW

BMW

 

A BMW surgiu em 1916 com a fusão das empresas alemãs Rapp Motorenwerke e Bayerische Flugzeugwerke, ambas da região da Bavária. Trabalhava com motores de avião e só passou a fabricar carros em 1929. A logomarca, feita com as cores da bandeira da Bavária, lembra o girar de uma hélice de aeronave.

Fiat

FIAT

 

Fiat é uma abreviação de Fabbrica Italiana de Automobili Torino, nome usado na fundação da marca, em 1899. Em 1901 veio o primeiro logo: repare que a letra “A” se manteve quase intacta até hoje. A cor vermelha foi trocada por azul em 1968, mas voltou em 2007, com o retorno às origens da fabricante.

Ford

FORD

 

Fundada em 1902, a Ford começou a ganhar a logomarca que conhecemos hoje em 1909, quando o designer Childe Harold Wills (que ajudou a criar o modelo Ford T) emprestou para a marca os caracteres usados no próprio cartão de visitas. A moldura azul veio em 1927 e permanece quase inalterada até hoje.

Mitsubishi

MIRSUBISHI

 

Criada em 1875, a Mitsubishi é um exemplo de uma empresa tradicional que, ao longo da história, quase não modificou sua logomarca. O primeiro desenho surgiu da combinação dos brasões das famílias japonesas Iwasaki e Tosa. Por uma feliz coincidência, uma pequena alteração no símbolo, feita em 1964, transformou-o em algo parecido com três diamantes – tradução literal do nome da empresa.

Peugeot

PEIGEOT

 

A logomarca da Peugeot, fundada em 1850, também nunca se desgarrou de sua figura principal: o leão.  Apenas entre 1960 e 1980,  o animal não foi contemplado por completo na logomarca. Aparece somente sua cabeça. A mudança mais significativa se deu em 1998, com a adição da cor azul à logomarca.

Renault

RENAULT

 

A Renault foi fundada em 1898 pelos irmãos franceses Louis e Marcel Renault. A primeira logomarca, desenhada em 1900, reúne as iniciais dos dois dentro de um medalhão. Em 1906 e, posteriormente, em 1919, modificações  dão indícios dos produtos-chave de cada década: automóveis de passeio e tanques de guerra.

As figuras saíram em 1923. Em 1925,  27 anos depois da fundação da empresa, a Renault  assumiu o losango conhecido até hoje. De lá para cá, foram feitas modificações básicas, como o ingresso da cor amarela (1946), a retirada (1972) e a reinserção do nome, dessa vez fora do losango (1992).