Novo Livro O Guia dos Curiosos - Edição Fora de Série

Templo do Futebol: visita ao museu do Argentinos Juniors

23 de junho de 2011

No Loucos por Futebol deste sábado, na ESPN Brasil, vamos apresentar o terceiro museu de futebol de Buenos Aires. Já tinha visitado os museus de Boca Juniors e River Plate. Desta vez, apresento o “Templo do Futebol”, nome que recebeu o museu do Argentinos Juniors. Com 106 anos, o “bicho colorado” é um dos times com mais história na Argentina. Afinal,  o time de Vila Mitre, em Buenos Aires, foi responsável por revelar craques como Sergio Batista, Fernando Redondo e… ele! Sim, Diego Maradona.

O treinador Francis Cornejo cuidava dos “Los Cebollitas”, time infantil do Argentinos Juniors. Goyo Carrillo, um amigo de Maradona que tinha sido aprovado para o time de base, insistiu para que Cornejo conhecesse “um garoto ainda melhor que eu”. Diego Maradona tinha apenas 9 anos, impressionou o técnico e entrou para a equipe. O descobridor do ídolo sempre disse que o via como um filho.

Com quinze anos, Maradona se tornou o argentino mais jovem a começar no futebol profissional. Entrou nos últimos quinze minutos de uma partida contra o Talleres. Em seu ano de estreia, foi artilheiro – com 22 gols – do Campeonato Metropolitano. “El Pibe de Oro” fez 115 em 166 partidas de seus três anos no time. O craque foi para o Boca Juniors no final de 1980. No entanto, o Argentinos Juniors jamais o esqueceria: o estádio do clube, reinaugurado em dezembro de 2003, foi batizado de “Estádio Diego Armando Maradona”.

O museu, inaugurado em 25 de novembro de 2009, só está aberto ao público aos sábados, das 10h às 13h, e em dias de jogos no estádio.

Web Stories

Esta página contém links de afiliados. Ao fazer uma compra por um desses links, o Guia dos Curiosos recebe uma comissão e você não paga nada a mais por isso.

Artigos Relacionados

A volta dos Botões Brianezi

A volta dos Botões Brianezi

Desde o final de 2020,  o empresário Alexandre Badolato passou a ser chamado de "Alexandre da Brianezi". Depois de 20 anos fora do mercado, a Botões Brianezi voltou a existir por causa de um acordo feito entre ele e Lúcio Brianezi, herdeiro da marca. Paulo Brianezi,...

1 Comentários

1 Comentário

  1. Douglas Nascimento

    Caramba, Marcelo!
    Estivemos na mesma época em Buenos Aires e fomos aos mesmos lugares…
    … e não nos encontramos! rs

    Responder

Enviar um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Share This
Quem inventou o jogo de cartas Uno Os 100 anos dos ursinhos da Haribo Qual é a origem do Creme Nivea? Você conhece o axolote, o “monstro aquático”?