Novo Livro O Guia dos Curiosos - Edição Fora de Série

Cortados na última hora

24 de abril de 2019

 

  • Quatro dias antes do Pan, o esgrimista brasileiro Ivan Schwantes se feriu durante um treino. Ivan e seu irmão, Athos, praticavam alguns movimentos na sala de treinos, montada na Escola de Educação Física do Exército, no bairro da Urca. A espada de Athos se quebrou e sua ponta acabou atingindo Ivan na axila. O atleta foi submetido à uma operação de emergência para drenar o sangue do pulmão. Ele foi cortado da equipe no dia seguinte.
  • Um dia antes do início dos Jogos, a ponta do vôlei feminino Jaqueline Pereira de Carvalho foi cortada oficialmente da seleção. Jaqueline foi pega no exame antidoping feito pelo Comitê Olímpico Italiano. O exame acusou o uso da substância sibutramina, utilizada em medicamentos para emagrecer. A atleta afirmou que comprou um remédio para controle de celulite na Itália, mas que a farmacêutica lhe garantiu que era um produto natural. Essa não é a primeira vez que Jaqueline é cortada de uma grande competição. No Pan de 2003, ela teve uma trombose na mão e, nos Jogos Olímpicos de 2004, a atleta ficou de fora por causa de um problema no joelho.
  • O cavaleiro Jorge Ferreira da Costa, da equipe brasileira de adestramento, foi cortado da equipe no primeiro dia do Pan. Jorge teve uma grave intoxicação alimentar. Ele era o atleta mais velho dos Jogos Pan-Americanos, com 61 anos, e foi substituído pela atleta mais jovem do hipismo, Luisa Tavares, de 15 anos.
  • Assim que bateu o recorde brasileiro da categoria até 48 quilos, a levantadora de peso Aline Campeiro ficou tão empolgada que, durante a comemoração, acabou torcendo o joelho e teve que ficar de fora do resto da competição.
  • A ginasta Daiane dos Santos, umas das favoritas da competição de solo, foi dúvida na escalação até o início do Pan, devido a uma lesão no tornozelo, sofrida uma semana antes. A rápida recuperação permitiu que ela participasse das provas por equipe, mas no dia 16 de julho a lesão voltou a doer e Daiane teve que abandonar os jogos.
  • O levantador da seleção brasileira de vôlei, Ricardinho, foi cortado do grupo que disputaria o Pan assim que a equipe voltou da Liga Mundial, disputada na Polônia, onde havia conquistado o heptacampeonato. O técnico Bernardinho afirmou que o jogador foi cortado por mal comportamento e por ter chegado atrasado à concentração do Pan. Em seu lugar, o treinador convocou Bruno Rezende, que é seu filho com a ex-jogadora de vôlei Vera Mossa. Bernardinho e Bruno foram vaiados no jogo de estréia contra o Canadá.

 

Esta página contém links de afiliados. Ao fazer uma compra por um desses links, o Guia dos Curiosos recebe uma comissão e você não paga nada a mais por isso.

Artigos Relacionados

As obras do pan

As obras do pan

  Foi previsto um orçamento de 409 milhões de reais para a construção dos ginásios e para a infra-estrutura do Pan. Mas os gastos chegaram a 3,2 bilhões de reais. Por causa disso, a Câmara Municipal do Rio aprovou, em 25 de maio de 2007, a abertura da CPI do Pan,...

O tempo fechou!

O tempo fechou!

Uma frente fria atingiu o Rio de Janeiro na última semana de jogos e não abandonou a cidade até o fim do Pan. O vento forte e a chuva acabaram causando alguns problemas. No dia 24 de julho a pira Pan-Americana apagou por causa do vento. Os técnicos correram para...

Nomes Curiosos

Nomes Curiosos

  Alguns nomes podem ser comuns em certas culturas, mas, em outras, acabam ficando com um sentido completamente diferente. Conheça nomes curiosos de alguns atletas que participaram do Pan de 2007, no Rio de Janeiro.   Nome   Modalidade  ...

0 Comentários

0 comentários

Enviar um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Share This