Sites do mundo inteiro culparam o jogador português Cristiano Ronaldo pela queda nas ações da Coca-Cola. Tudo por que ele afastou duas garrafas do refrigerante de sua frente antes de uma entrevista coletiva, em 14 de junho de 2021, e colocou uma garrafa de água no lugar. O gesto teria gerado uma perda instantânea de 4 bilhões de dólares.

O checador de fatos Gilmar Lopes, criador do site E-Farsas, investigou o caso e diz se a queda das ações é verdadeira ou farsa.