Novo Livro O Guia dos Curiosos - Edição Fora de Série

De onde vem a palavra “sorvete”?

24 de abril de 2019

Foi preciso viajar muito para se chegar a essa denominação. Segundo o mestre sorveteiro Leandro Sambini, a raiz está no árabe shurba, usada para designar o suco de frutas. Das arábias migrou para a Turquia, onde se tornou sherbet. Essa palavra era utilizada especificamente para as bebidas frias.

Foi na Europa que os malabarismos linguísticos passaram a se encontrar com o que hoje conhecemos como sorvete. Na França, a receita passou a se chamar sorbet, enquanto na Itália virou o sorbetto. De lá, veio ao Brasil e se transformou em sorvete. “A troca do “b” pelo “v” deve ter relação com a palavra “sorver”, que significa aspirar com a língua, como se faz com esse alimento”, aposta Sambini.

Já a palavra “picolé” tem uma trajetória mais curta. Surgiu como uma adaptação do italiano piccolo sorbetto. “No começo, o picolé tinha uma forma arredondada, como se fosse um tijolinho. As caixas de correio instaladas na época tinham esse formato e passaram a ser conhecidas também como picolés”, conta o Mestre.

Leia também:
10 curiosidades sobre o sorvete
Por que tomar sorvete gelado dói o cérebro?

Esta página contém links de afiliados. Ao fazer uma compra por um desses links, o Guia dos Curiosos recebe uma comissão e você não paga nada a mais por isso.

Artigos Relacionados

Por que a maioria dos cinemas têm poltronas vermelhas?

Por que a maioria dos cinemas têm poltronas vermelhas?

Há quem diga que se trata de uma tradição inspirada na decoração das casas de ópera italianas, que eram principalmente vermelhas e douradas. Quando os teatros substituíram as óperas, a cor vermelha teria sido mantida. Mas a versão mais aceita é que o vermelho é a...

Shakespeare e Cervantes morreram no mesmo dia?

Shakespeare e Cervantes morreram no mesmo dia?

Em 1995, a Unesco começou a comemorar o Dia Mundial do Livro e do Direito Autoral.  O 23 de abril foi escolhido por ser a data de morte de dois dos mais importantes escritores da literatura universal: o inglês William Shakespeare e o espanhol Miguel de Cervantes....

0 Comentários

0 comentários

Enviar um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Share This