Novo Livro O Guia dos Curiosos - Edição Fora de Série

11 curiosidades sobre os sambódromos

24 de abril de 2019

1. A Passarela do Samba da Marquês de Sapucaí, no Rio de Janeiro, projetada por Oscar Niemeyer, foi inaugurada em 1984. Tem 85 mil metros quadrados, 700 metros de comprimento e capacidade para 88.500 pessoas. A obra foi construída em 120 dias.

2. A cada dia de desfile na Sapucaí, circulam 120 mil pessoas. Dessas, 62 mil fazem parte do público, 30 mil desfilam pela avenida, 15 mil trabalham na organização do desfile, 3 mil fazem a cobertura midiática, 1,8 mil são responsáveis pela limpeza do local. 

3. São produzidas 9 toneladas de lixo a cada dia de desfile na Sapucaí.

4. Em 2010, a prefeitura do Rio de Janeiro retocou a pintura da passarela e de parte da arquibancada da Sapucaí. Na reforma, foram gastas 1389 latas de tinta, ou 18 litros.

5. Os sambódromos também sediam outros eventos. É muito comum que essas construções recebam shows internacionais ao longo do ano. No Anhembi, acontecem cerca de 30 shows por ano e entre 2010 e 2012 se realizou uma etapa da Fórmula Indy. Nas Olimpíadas de 2016, a Marquês de Sapucaí sediou as provas de arco e flecha.

6. A Marquês de Sapucaí foi tombada como Patrimônio Histórico Cultural em 1994 pelo Inepac.

7. De todo o público anual da Sapucaí, 16% correspondem a estrangeiros. A maior festa de Carnaval do mundo atrai cada vez mais turistas ao Rio de Janeiro.

8. Manaus também ganhou um suntuoso sambódromo em 1984: 146 mil metros quadrados, pista de 480 metros de comprimento e arquibancadas para 68 mil pessoas. Para o primeiro desfile, o governo chegou a pagar um cachê de 7 mil dólares para a mulata Valéria Valenssa (a “Globeleza”) aparecer como madrinha da escola local Sem Compromisso. A cobertura do sambódromo manauense desabou em 1994.

9. O projeto do sambódromo do Anhembi, em São Paulo, também é de Oscar Niemeyer. A pista, com 530 metros, foi inaugurada em 1991. Depois disso, o local ganhou arquibancadas. Hoje, a capacidade é para 32.500 pessoas.

10. O nome oficial do sambódromo do Anhembi é “Polo Cultural e Esportivo Grande Otelo”. O da Sapucaí é “Passarela Professor Darcy Ribeiro. Darcy Ribeiro era o vice-governador do Rio de Janeiro na época, que participou ativamente da construção do sambódromo.

11. No projeto inicial do Sambódromo do Rio, ao lado da pista havia uma espécie de “geral”, com entrada gratuita, onde as pessoas assistiam aos desfiles de pé. No entanto, logo elas foram substituiídas pelas frisas, conjuntos de quatro ou seis cadeiras com ingressos mais caros em relação às arquibancadas. A participação popular, com ingressos a 10 reais, ficou restrita ao Setor 1, onde o desfile ainda não começou, e ao Setor 12, onde a escola já está se dispersando.

Esta página contém links de afiliados. Ao fazer uma compra por um desses links, o Guia dos Curiosos recebe uma comissão e você não paga nada a mais por isso.

Artigos Relacionados

Curiosidades sobre as escolas de samba do Rio de Janeiro

Curiosidades sobre as escolas de samba do Rio de Janeiro

  O primeiro desfile organizado aconteceu em 1932. Contou com 19 escolas de samba — cada uma poderia apresentar até três sambas — e a campeã foi a Mangueira. A grande fama das escolas de samba, entretanto, só veio nos anos 1950, quando intelectuais vinculados ao...

Quesitos de avaliação

Quesitos de avaliação

  Comissão de frente – É a abertura do desfile, o primeiro grupo de integrantes a desfilar. São cerca de dez ou quinze pessoas que apresentam o enredo com movimentos coreografados. Antes, as comissões de frente das escolas eram grupos de homens vestidos com suas...

0 Comentários

0 comentários

Enviar um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Share This