A minha nova coleção de fotos de táxi do mundo inteiro acaba de ganhar um reforço. A jornalista Bruna Fasano, que faz os guias de “O Estado de S.Paulo” e “Jornal da Tarde”, me enviou uma foto que ela tirou recentemente no México.

Na mensagem, Bruna escreveu o seguinte:

“Os táxis na Cidade do México são da cor do meu time, verde, como o Palmeiras. A maioria dos táxis de lá são fuscas. Os tradicionais carrinhos da Volkswagen foram produzidos no México só até 1991 e, por isso, o estado de conservação é péssimo. Os taxistas tiram o banco do passageiro, ao lado do motorista, e amarram uma cordinha que liga a maçaneta da porta até o freio de mão. A cada parada nas esquinas da Cidade do México eles abrem a porta e gritam: “¿Necesita un taxi?”.

Paixão por Fusca: Cidade do México: Capital do Fusca Taxi

Comentário meu: a Bruna não se lembrou que os nossos táxis também eram assim. Fuscas sem o banco do carona e com uma cordinha para puxar a porta. Em matéria de táxis, portanto, avançamos bem mais que o México.