Novo Livro O Guia dos Curiosos - Edição Fora de Série

Por que “O caso dos dez negrinhos” mudou de nome para “E não sobrou nenhum”?

23 de agosto de 2021

O romance policial mais vendido de todos os tempos foi lançado pela escritora Agatha Christie na Inglaterra em 6 de novembro de 1939. O nome escolhido, “O caso dos dez negrinhos” (“Ten Little Niggers”), tem a ver com um poema publicado no livro.

Ao ser lançado nos Estados Unidos no início de 1940, com medo do tom pejorativo e ofensivo que “niggers” tinha por lá, a editora mudou o título para “E não sobrou nenhum” (“And There There Where None”), que são as últimas palavras do poema.

Para enfrentar os crescentes problemas de discriminação racial, os ingleses seguiram o mesmo caminho e mudaram o título do livro nos anos 1980. E, por exigência da família de Agatha Christie, outros países adotaram novos títulos. No Brasil, a Editora Globo optou por “E não sobrou nenhum”. Mas, a título de curiosidade, uma adaptação do livro para o cinema recebeu o nome de “O vingador invisível“.

Em Portugal, o livro foi lançado em 1948 com o título de “Convite para a morte”. Os franceses finalmente mudaram o nome do livro “Os dez negrinhos” (“Dix petits négres”) no ano passado. Ele passou a se chamar “Eles eram dez” (Ils étaitent dix”).

A mudança não aconteceu apenas no título, mas também no miolo. A Ilha do Negro passou a se chamar Ilha do Soldado. As estatuetas dos negrinhos também viraram soldadinhos.

 

Esta página contém links de afiliados. Ao fazer uma compra por um desses links, o Guia dos Curiosos recebe uma comissão e você não paga nada a mais por isso.

Artigos Relacionados

Intrigas e disputas nos bastidores do Dicionário Aurélio

Intrigas e disputas nos bastidores do Dicionário Aurélio

O "Aurélio", lançado em 1975,  é até hoje o maior fenômeno editorial brasileiro. Tanto que seu nome virou sinônimo para dicionário no Brasil. Atrás desse sucesso, no entanto, há uma história cheia de intrigas e disputas, reveladas pelo jornalista Cézar Motta no livro...

Os fãs mais famosos de Topo Gigio

Os fãs mais famosos de Topo Gigio

Em "Mister Show", programa que a TV Globo começou a exibir em 1969, Agildo Ribeiro contracenava com um boneco orelhudo e olhos sonhadores. Era o ratinho Topo Gigio - uma mistura de fantoche e marionete, manipulado por três titereiros, escondidos em um fundo preto. O...

0 Comentários

0 comentários

Enviar um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Share This