Novo Livro O Guia dos Curiosos - Edição Fora de Série

Curiosidades sobre o Big Brother pelo mundo

24 de abril de 2019
  1. O programa “Big Brother” surgiu na Holanda. O criador da atração foi o magnata John de Mol, fundador da Endemol, uma das maiores empresas de entretenimento da Europa.
  2. O nome do programa vem do livro “1984”, de George Orwell, publicado em 8 de junho de 1949. Na obra, os cidadãos do país descrito são constantemente observados por “teletelas”. Na tradução para o português, o Big Brother é o “Grande Irmão”.
  3. O primeiro programa foi ao ar no dia 16 de setembro de 1999 e ficou até 30 de dezembro. Essa versão atraiu um milhão de espectadores. O site oficial teve 8 milhões de visitas nas duas primeiras semanas do programa.
  4. O Big Brother já teve versões na África do Sul, Alemanha, Argentina, Austrália, Bélgica, Brasil, Bulgária, Canadá, Croácia, Escadinávia, Noruega, Suécia, Dinamarca, Espanha, Estados Unidos, França, Filipinas, Finlândia, Grécia, Holanda, Itália, Índia, Inglaterra, México, Noruega, Pacífico (Chile, Equador e Peru), Polônia, Portugal, Reino Unido, Rússia, Suécia, Suíça, Sérvia e Tailândia.
  5. Na Arábia Saudita, protestos levaram à suspensão do programa. Os telespectadores o achavam anti-islâmico, mesmo havendo uma sala de reza na casa em que os participantes ficavam confinados. O país também não permite que homens e mulheres solteiros fiquem juntos no mesmo lugar.
  6. No dia 10 de Janeiro de 2006, estreou na República Tcheca a mais “exótica” versão do programa: o “Big Brother Gorila”. Dentro do zoológico de Praga, 16 câmeras foram instaladas para monitorar um gorila macho, três fêmeas e um filhote. Como na versão humana, o público votou no seu participante favorito, que levou como prêmio uma caixa com 12 melões.
  7. No Big Brother holandês, o primeiro participante a deixar a casa ficou tão mal que se jogou debaixo de um trem e quase morreu.
  8. Na Bélgica, uma reprise de um programa foi cancelada por causa do excesso de cenas de sexo. Enquanto dois casais escondiam-se embaixo de lençóis, outro estava na piscina.
  9. Em alguns países, a produção resolveu diversificar o prêmio para o ganhador do programa. Os candidatos australianos, por exemplo, disputavam a oportunidade de concorrer ao Senado. Além de lançar a campanha, a rede Seven Network, que exibia a atração, oferecia 73,8 milhões de dólares para sua manutenção, e uma ajuda de custo de 6,9 milhões durante os 6 anos de mandato.
  10. Uma das edições holandesas do programa, exibida em 2005, incluiu entre os enclausurados uma grávida de 7 meses. O Ministério de Assuntos Sociais do país, porém, proibiu que o parto fosse exibido ao vivo. Mesmo assim, os produtores publicaram fotos do nascimento da menina — Joscelyn Savanna, que veio ao mundo em 18 de outubro de 2005 —, e ainda fez uma edição especial do reality show. Detalhe: as autoridades permitiram que a recém-nascida fosse filmada por apenas 2 horas por dia e ainda exigiram que ela tivesse um quarto próprio.
  11. A esposa de um jogador de futebol ganhou a terceira edição do programa inglês, que acabou no dia 21 de setembro de 2002. Kate Lawler quase se separou do atleta Woodgate, então do Leeds United, para participar do programa.
  12. Na Arábia Saudita, protestos levaram à suspensão do programa. Os telespectadores o achavam anti-islâmico, mesmo havendo uma sala de reza na casa em que os participantes ficavam confinados. O país também não permite que homens e mulheres solteiros fiquem juntos no mesmo lugar.
  13. O atentado terrorista contra os Estados Unidos de 11 de setembro de 2001 aconteceu enquanto os programas africano, dinamarquês e português estavam sendo realizados. Os participantes não ficaram sabendo da tragédia.
  14. Na Argentina, o nome do programa é “Gran Hermano”. Na Itália, “Grande Fratello”. Na Holanda, “Big Brother, the Battle” (“Grande Irmão, a Batalha”).
  15. No Big Brother holandês, o primeiro participante a deixar a casa ficou tão mal que se jogou debaixo de um trem e quase morreu.
  16. Na Bélgica, uma reprise de um programa foi cancelada por causa do excesso de cenas de sexo. Enquanto dois casais escondiam-se embaixo de lençóis, outro estava na piscina.
  17. A quinta edição inglesa do reality show teve como ganhadora uma transexual. A bancária portuguesa Nadia Almada levou o prêmio com 74% dos votos. Ela nunca disse aos outros participantes que nasceu homem, mas muitos declararam desconfiar.
  18. Em alguns países, a produção resolveu diversificar o prêmio para o ganhador do programa. Os candidatos australianos, por exemplo, disputavam a oportunidade de concorrer ao Senado. Além de lançar a campanha, a rede Seven Network, que exibia a atração, oferecia 73,8 milhões de dólares para sua manutenção, e uma ajuda de custo de 6,9 milhões durante os 6 anos de mandato.
  19. Uma das edições holandesas do programa, exibida em 2005, incluiu entre os enclausurados uma grávida de 7 meses. O Ministério de Assuntos Sociais do país, porém, proibiu que o parto fosse exibido ao vivo. Mesmo assim, os produtores publicaram fotos do nascimento da menina — Joscelyn Savanna, que veio ao mundo em 18 de outubro de 2005 —, e ainda fez uma edição especial do reality show. Detalhe: as autoridades permitiram que a recém-nascida fosse filmada por apenas 2 horas por dia e ainda exigiram que ela tivesse um quarto próprio.
  20. Durante a seleção para a edição de 2006 do “Big Brother Brasil”, um homem resolveu ganhar sua vaga na persistência. Mudou-se de mala e cuia para a porta da casa do apresentador Pedro Bial. Segundo a imprensa, em notas publicadas em outubro de 2005, a campanha foi inútil.
  21. No dia 10 de Janeiro de 2006, estreou na República Tcheca a mais “exótica” versão do programa: o “Big Brother Gorila”. Dentro do zoológico de Praga, 16 câmeras foram instaladas para monitorar um gorila macho, três fêmeas e um filhote. Como na versão humana, o público votou no seu participante favorito, que levou como prêmio uma caixa com 12 melões.
  22. “Na vida moderna, não há como negar que um aparelho televisor, presente na quase totalidade dos lares, é considerado um bem essencial. Sem ele, como o autor poderia assistir às ’gostosas’ do Big Brother?” Essa foi uma das justificativas dadas pelo juiz Cláudio Ferreira Rodrigues para dar ganho de causa a um homem que ficou meses sem poder asssistir à televisão. O caso aconteceu em fevereiro de 2009, em Campos dos Goytacazes, no Rio de Janeiro.
  23. Ao descobrir que enfrentava um câncer em estágio avançado, a ex-participante da versão inglesa do programa Jade Goody resolveu passar seus últimos dias sob a vigilância das câmeras, em um reality show. Jane justificou a exposição como uma maneira de deixar dinheiro para seus filhos. Ela morreu no dia 22 de março de 2009, aos 27 anos.
  24. Na décima edição do Big Brother Inglaterra, em 2009, os participantes Charlie Drummond e Rodrigo Lopez — um brasileiro — se tornaram o primeiro casal gay de todas as edições do programa. Trocaram beijos pela primeira vez debaixo do edredom, em uma cama de casal.

Esta página contém links de afiliados. Ao fazer uma compra por um desses links, o Guia dos Curiosos recebe uma comissão e você não paga nada a mais por isso.

Artigos Relacionados

Os 50 anos do “Manual do Escoteiro Mirim” no Brasil

Os 50 anos do “Manual do Escoteiro Mirim” no Brasil

A Editora Abril lançou no Brasil o primeiro "Manual do Escoteiro Mirim" em julho de 1971. A edição de capa dura, com 13cm x 19,5cm, tinha um total de 264 páginas. A edição original - "Manuale delle Giovani Marmotte" - tinha sido publicada na Itália pela Editora...

Caubóis e dinossauros no Vale de Gwangi

Caubóis e dinossauros no Vale de Gwangi

Em 1969, Jim O'connolly dirigiu o filme “O Vale de Gwangi”. Ambientado no final do século XIX, no novo México, “O Vale de Gwangi" colocou, lado a lado, caubóis e dinossauros! O filme é estrelado por James Franciscus, que vive o papel do vigarista Tuck Kirby. O vilão...

0 Comentários

0 comentários

Enviar um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Share This