Sabe aquela história que o TikTok é uma plataforma só de dancinhas? Pode esquecer! Há muito conteúdo – mesmo em vídeos tão curtos. Receitas culinárias estão em alta. Elas ensinam o preparo de pratos em apenas 1 minuto – ou seja: um terço do tempo que você precisaria para preparar um miojo.

Os foodtokers ganharam força de um ano para cá quando mais gente resolveu se aventurar na cozinha. Quem aí não se arriscou a fazer uma receita de pão? A hashtag TikTokFood acumulou 25,2 bilhões de visualizações. Nos Estados Unidos chegou a faltar queijo feta nos supermercados por causa de uma receita que viralizou na plataforma, a fetapasta.

Separei os perfis de três foodtokers que comecei a seguir e que já me salvaram na hora da fome.

 

Eitan Bernath começou a postar receitas em 2019 e hoje tem 1,7 milhão de seguidores. O americano de 19 anos disse que aprendeu a cozinhar sozinho assistindo a vídeos no YouTube. São receitas curtas e fáceis para que todos consigam fazer. De um queijo quente colorido até um bife preparado no ferro de passar.

 

A chef Poppy O’Toole estava trabalhando em um restaurante estrelado pelo Guia Michelin e sonhava em abrir o seu próprio negócio. Ela perdeu o emprego quando o lockdown foi decretado no Reino Unido. Somando 1,5 milhão de seguidores, Poppy ficou conhecida no TikTok como a rainha da batata, ensinando a fazer desde batatas fritas iguais às do McDonald’s, até batatas assadas perfeitas. O seu sucesso na plataforma até rendeu um contrato de livro de receitas.

 

Vivian Aronson é uma influenciadora de culinária chinesa baseada nos EUA. Ela dirige o canal Cooking Bomb, onde posta vídeos de refeições asiáticas e lanches. Vivian tem um ótimo engajamento no Instagram, mas o TikTok é mesmo a sua maior plataforma. Tem 1,7 milhão de fãs. Vivian trocou a China pelos Estados Unidos em 2005. Ela já ensinou receitas fáceis de sushi, transformou macarrão instantâneo em um belo ramen e mostrou que uma panela elétrica não serve só para fazer arroz.

 

Entre os brasileiros, eu gosto demais do “Downlícia”. Gabriel Bernardes de Lima é portador de síndrome de down e cozinha desde os 10 anos. Começou a vender brigadeiros gourmet aos 21 anos e agora ensina receitas doces e salgadas para os seus 1 milhão de seguidores.