Uma reportagem da revista “Veja”, em maio de 2007, revelou que o senador Renan Calheiros (PMDB-AL) pagava a pensão de sua filha, nascida de uma relação extra-conjugal com a jornalista Mônica Veloso, com a ajuda de um lobista de uma empreiteira. Ao se explicar na tribuna do Senado, Renan recebeu o apoio de sua mulher, Verônica Calheiros, que ficou na primeira fila da plateia. Ao final do discurso, os dois se abraçaram.

Em 1997, o então presidente dos Estados Unidos, Bill Clinton, foi acusado pela revista Newsweek de ter mantido relações sexuais com sua estagiária, Mônica Lewinski. A primeira dama, Hillary Clinton, ficou ao lado do marido quando o presidente depôs no tribunal sobre o caso, afirmando que era tudo mentira. E manteve essa posição mesmo quando a polícia encontrou manchas do sêmen dele no vestido da estagiária.Três anos depois, Hillary foi eleita senadora pelo estado de Nova York.

Depois de três meses de casamento, a atriz Susana Vieira foi surpreendida com a notícia de que seu marido, o PM Marcelo da Silva, tinha sido preso em um motel, depois de supostamente ter batido em sua amante. Marcelo ficou um tempo internado e, depois, foi recebido de braços abertos por Susana.

A atriz Carolina Ferraz foi flagrada aos beijos numa mesa de restaurante com o ator Reynaldo Gianecchini. Os dois haviam atuado juntos na novela “Belíssima”. Quando as fotos foram parar na imprensa, Carolina o primeiro avião com destino à Turquia para avisar seu namorado, o empresário Ediz Elhadif. Ele disse que encarou o acontecido como uma brincadeira, e perdoou a namorada.

Quem seria a morena misteriosa flagrada aos beijos com o cantor e compositor Chico Buarque numa praia do Rio de Janeiro? Quando viu a foto na primeira página de todos os jornais, o pianista Ricardo Sjostedt logo identificou sua esposa, a fotógrafa Celina Sjostedt. Ricardo chegou a dar entrevistas sobre o episódio e, explicou à imprensa, “mantinha uma relação aberta em seu casamento”.