Novo Livro O Guia dos Curiosos - Edição Fora de Série

53 candidatos com apelidos de “Coxinha” e “Mortadela” disputam eleição para vereador

22 de setembro de 2016

A crise política enfrentada pelo Brasil ganhou um toque de gastronomia. No meio da guerra entre os defensores da presidente deposta, Dilma Rousseff, e os apoiadores de seu processo de impeachment, entraram em cena a coxinha e a mortadela como “símbolos” de tucanos e petistas, respectivamente. E nas eleições municipais deste ano a expectativa é que as iguarias continuem fazendo parte da política brasileira. Afinal, entre Coxinhas e Mortadelas (e até mesmo Mortandelas), o Blog do Curioso contou 53 candidatos a vereador espalhados pelo Brasil.
Nos registros oficiais do Tribunal Superior Eleitoral, a coxinha vai ganhando de lavada. São, ironicamente, 45 candidatos que trazem no nome de urna o salgado que virou apelido daqueles que protestaram contra a presidente Dilma. Desses 45, nove não precisam de complemento nenhum e se apresentam apenas como “Coxinha”. No caso dos outros 36, encontramos nomes como Zé Coxinha (Bela Vista de Goiás-GO, pelo PSL) , Negão da Coxinha (Ibipeba-BA, pelo PRP), Irmão Isaías da Coxinha (Olinda-PE, pelo PRP), Coxinha da Pedrinha (Inhumas-GO, pelo PSC) e Prof. Coxinha Valdinei (Santa Gertrudes-SP, pelo PP). Eles estão espalhados por 45 cidades de 13 Estados brasileiros, especialmente em Minas Gerais (10 candidatos) e São Paulo (oito).
Dos 35 partidos registrados no Tribunal Superior Eleitoral, 22 possuem “Coxinhas” entre seus candidatos. O campeão é o PDT, com quatro. Já PRP, PSL, PSB, PMDB, PHS, PEN e PSD possuem três candidatos “Coxinha” cada. Curiosamente, os protagonistas da divisão política do país ficaram praticamente de fora. O PT não tem nenhum candidato com nome de “Coxinha”, enquanto o PSDB tem apenas um: Alberto Coxinha, candidato em Buritizal-SP
alberto-coxinha-c
Já os mortadelas, presentes em menor número, estão concentrados em São Paulo: três dos seis “Mortadelas” estão no Estado. Os demais estão no Paraná, em Santa Catarina e no Rio Grande do Sul. Curiosamente, entre as seis legendas que possuem um “Mortadela”, não consta o PT, cujos militantes ficaram estigmatizados pelo embutido. Já o PSDB tem um. É Mortadela Gás, candidato em Sertãozinho-SP.
14051825_1825113294375178_866901825136677320_n
Já os dois “Mortandelas” atropelaram a Língua Portuguesa para postular cargos nas Câmaras de Bela Vista-MS e Santa Tereza do Oeste-PR. Candidato em Bela Vista, Rubens Mortandela explica que o apelido nada tem a ver com o atual embate político: “Há mais de 40 anos, um amigo estava lendo um gibi e lá tinha um personagem chamado Mortadela que se parecia comigo. Ele começou a me chamar de ‘Mortandela’ e o apelido pegou. Hoje ninguém me conhece pelo nome”, conta o vendedor de salgados que, pela primeira vez, se lança como candidato.
Na verdade, a maioria dos candidatos carrega os apelidos muito antes do atual contexto de provocações do Brasil. Tanto é assim que os nomes já apareciam com frequência nas últimas eleições. Em 2012, foram 36 “Coxinhas” e seis “Mortadelas”. Apenas três “Coxinhas” foram eleitos, enquanto que os “Mortadelas” naufragaram todos.

Esta página contém links de afiliados. Ao fazer uma compra por um desses links, o Guia dos Curiosos recebe uma comissão e você não paga nada a mais por isso.

Artigos Relacionados

Arremesso de ovos na Dama de Ferro

Arremesso de ovos na Dama de Ferro

Um grupo de Facebook reuniu cerca de 15 mil interessados em participar de uma competição de arremessos de ovos na nova estátua da ex-primeira-ministra britânica Margareth Thatcher. Foi a forma que encontraram para protestar contra a estátua de bronze de 6 metros de...

Debates curiosos

Debates curiosos

  Em 1985, durante as eleições municipais, Eduardo Suplicy (PT), que disputava a prefeitura de São Paulo, compareceu ao debate da Globo levando consigo uma tartaruga e um coelho de pelúcia, símbolos de sua campanha. No mesmo pleito, o jornalista Boris Casoy...

0 Comentários

0 comentários

Enviar um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Share This