Vamos conhecer o jupará! O que? Você nunca ouviu falar desse animal? Talvez com outro nome… kinkajou ou urso-do-mel. Melhorou?  Além do nome jupará, que tem origem da língua tupi, ele também é chamado no Brasil de macaco-da-meia-noite, gogó, gatiara, januí e mirumiru. Seus nomes em inglês são kinkajou, night monkey e honey bear. O nome kinkajou vem de uma palavra que significa justamente “urso de mel” – por causa de sua cor e porque adora mel e néctar das flores.

O jupará mede entre 45 a 75 centímetros de comprimento e pesa entre 1,5 a 4,5 quilos. É uma espécie bem diferente, que vive no Sul do México, na América Central e em países da América do Sul, principalmente o Brasil. É habitante das florestas tropicais dos biomas da Mata Atlântica e Amazônia.

Em geral os machos são maiores que as fêmeas. Sua cauda é bem grande e pode medir entre 40 a 57 centímetros. Sua cauda comprida é preênsil. Ele pode se segurar somente com a cauda. A cauda serve para se equilibrar, para se segurar nos galhos, enquanto se estende para buscar alimento.

Outra coisa muito diferente no jupará é sua língua, que é fina e comprida, podendo alcançar 13 centímetros de comprimento.

Ele usa a língua para lamber o néctar das flores. Por isso é considerado um animal polinizador. Ao lamber o néctar, muitos pólens das flores ficam grudados nos pelos de seu focinho e nos bigodes. Ao procurar outras flores, ele acaba transportando esses pólens, ajudando assim na reprodução das plantas.

Em alguns países, os juparás podem ser comprados como animais de estimação. A herdeira dos hotéis Hilton, Paris Hilton, tem um jupará de estimação, e sempre exibe o animal em eventos.