Novo Livro O Guia dos Curiosos - Edição Fora de Série

O último jornal do mundo feito à mão

3 de junho de 2011

Em março deste ano, quando um terremoto e um tsunami atingiram o nordeste do Japão, cerca de 80% dos prédios da cidade de Ishinomaki, que fica na província Miyagi, foram destruídos. Em um caso como esse, sem energia elétrica, seria de se esperar que jornais não sejam impressos por um longo período.

Os funcionários do jornal Ishinomaki Hibi Shinbun não deixaram a população sem notícias naquele momento crítico e confeccionaram seus periódicos à mão durante seis dias. Seis jornalistas iam à rua fazer reportagens e outros três passavam cerca de uma hora e meia por dia escrevendo-as em pôsteres. Depois, os “jornais” eram colados nas portas dos centros de desabrigados.
Habitantes do sudeste da Índia que têm como idioma nativo o urdu – língua oficial do vizinho Paquistão, semelhante ao híndi, mas escrita com alfabeto diferente – também escrevem jornais a mão. Mas eles fazem isso desde 1927. Todos os dias.

Fundado por Syed Azmathullah, o The Musalman é o mais antigo jornal em urdu que existe, além de ser a última publicação do tipo escrita à mão no mundo. Os seis funcionários – quatro deles são copistas dedicados à caligrafia urdu – trabalham em uma sala de cerca de 74 metros quadrados que também comporta uma prensa e um fax, mas nenhum computador.
O jornal tem apenas quatro páginas. Depois que os copistas terminam de montar a edição do vespertino, ele é copiado com a prensa e enviado aos assinantes. Syed Arifullah, neto do fundador e atual editor do Musalman, diz que não pretende usar computadores, já que a identidade do jornal é o uso da caligrafia e, sem isso, eles seriam iguais a outras publicações.

Índia: O Último Jornal Escrito à Mão no Mundo · Global Voices em ...

Esta página contém links de afiliados. Ao fazer uma compra por um desses links, o Guia dos Curiosos recebe uma comissão e você não paga nada a mais por isso.

Artigos Relacionados

As cabines vermelhas inglesas sobreviverão?

As cabines vermelhas inglesas sobreviverão?

Com a popularização dos telefones celulares, acreditava-se que as famosas cabines telefônicas inglesas estariam condenadas ao ostracismo. Existem atualmente cerca de 21.000 cabines vermelhas em funcionamento em toda a Grã-Bretanha. O país já chegou a ter 92.000...

Lampião e seus cangaceiros em Londres

Lampião e seus cangaceiros em Londres

O cartunista e designer inglês Jamie Hewlett acaba de lançar uma série de desenhos usando Lampião e seus cangaceiros como referência. Os trabalhos estão à venda numa pequena galeria de arte no bairro do Soho, em Londres, que foi visitada pela jornalista Letícia...

Modern Toilet: restaurante temático em Taiwan é um… cocô

Modern Toilet: restaurante temático em Taiwan é um… cocô

Se você pensa que já viu de tudo, prepare-se para conhecer o restaurante temático mais bizarro do mundo. Ele fica em Taiwan e se chama Modern Toilet. A temática do restaurante é o banheiro. E tudo que se faz lá dentro. Cadeiras? Não. Os clientes sentam-se em privadas...

0 Comentários

0 comentários

Enviar um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Share This