Novo Livro O Guia dos Curiosos - Edição Fora de Série

A verdadeira história da Ilha dos Doces, em Cabrália, que vende até o “Viagra baiano”

7 de agosto de 2014

Os habitantes de Santa Cruz Cabrália, no sul da Bahia, continuam rindo de orelha a orelha. A cidade, a 22 km de Porto Seguro, ganhou notoriedade por ter abrigado o centro de treinamento da Seleção da Alemanha, campeã mundial de 2014. Mas, muito antes de os alemães aportarem por lá, o local já era destino de turistas com um interesse bastante específico: doces caseiros.

Quem desembarca no vilarejo não demora em ouvir as histórias de uma doceira que fabricava seus produtos em uma ilha local e que viajava todos os dias até a terra firme para vender guloseimas. Com o aumento da demanda, a prefeitura prometeu à senhora que levaria seus clientes à ilha, transformando o lugar em um ponto turístico da região. O sucesso foi tanto que o local ficou conhecido como Ilha dos Doces. A história é consagrada na região, mas calma lá: a maior parte dela foi inventada. Quem garante é Dorival dos Reis, 41 anos, dono da Ilha do Sol – nome verdadeiro da Ilha dos Doces – e filho de Ivone dos Reis, hoje com 90 anos, a primeira doceira do lugar.

(Foto cedida pelo blog Welcome April)

Há 70 anos, o construtor de barcos José dos Reis, avô de Dorival, comprou a Ilha Paraíso, localizada a 6 quilômetros da Ilha do Sol. Lá, seu pai, Dermeval, abriu, no início da década de 80, um restaurante de frutos do mar, que alavancou o turismo na região. Dorival e sua mãe, Ivone, ficavam na cozinha fazendo os doces para a sobremesa. Ele não recebia salário por trabalhar com o pai. “Para ganhar algum dinheiro, combinamos que eu ficaria com o lucro dos doces”, conta. Como a clientela do restaurante era basicamente formada pelos turistas que visitavam a ilha, os guias passaram a cobrar uma comissão de 10% da arrecadação mensal do local. Só que a cobrança não agradou Dermeval, que decidiu encerrar as atividades do restaurante para focar na produção dos doces. “Era mais lucrativo, não tinha a tal comissão e demandava menos mão de obra”, resume Dorival.

Em 2003, Dermeval vendeu a Ilha Paraíso a um empresário. Um mês depois, Dorival comprou a Ilha do Sol. Lá, ele construiu um grande casarão para abrigar as vendas dos doces. Hoje, depois de uma reforma, o lugar conta com 210 metros quadrados. O empresário conta que sua mãe, a doceira responsável por tudo aquilo, quase não visita a Ilha do Sol. A produção é mantida com o trabalho de 20 funcionários, que todos os meses usam 15 mil cocos para fabricar 120 tipos de doces, e oferecê-los aos 1 mil visitantes diários que desembarcam em sua ilha. O local funciona de domingo a domingo, das 8h30 até a partida da última escuna.


Dois doces se destacam no vasto cardápio da Ilha do Sol: a Cocada Assada (R$ 7 a porção de 350 g) e o Viagra do Baiano (R$ 6 a porção de 300 g), uma mistura de amendoim, catuaba, guaraná em pó e coco. A ilha abriga ainda barraquinhas de artesanatos e de bebidas típicas da região. Tudo feito em família: quem prepara as bebidas é Bérgson, primo de Dorival.

Esta página contém links de afiliados. Ao fazer uma compra por um desses links, o Guia dos Curiosos recebe uma comissão e você não paga nada a mais por isso.

Artigos Relacionados

O turista azarado das Torres Gêmeas

O turista azarado das Torres Gêmeas

Para comemorar os 20 anos do "Olá, Curiosos!", pedimos a Gilmar Lopes, criador do canal E-Farsas, para contar uma fake news de 2001. Ele lembrou da foto de um turista no topo do World Trade Center minutos antes de os aviões se chocarem contra as Torres Gêmeas. O que...

A piscina mais funda do mundo

A piscina mais funda do mundo

Os Emirados Árabes Unidos não param de inaugurar grandes atrações para atrair cada vez mais turistas. Na semana passada foi inaugurada em Dubai a piscina para mergulho mais profunda do mundo. A Deep Dive Dubai tem 60 metros de profundidade e 14,6 milhões de litros de...

3 Comentários

3 Comentários

  1. Rita Estrela

    Maravilhoso os doces, as bebidas e o lugar simplesmente lindo!!!

    Responder
  2. Rita Estrela

    Maravilhoso os doces, as bebidas e o lugar simplesmente lindo!!!

    Responder
  3. wanessa

    Cocada assada no forno a lenha e o viagra baiano é um espetáculo!

    Responder

Enviar um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Share This