Zorro: o herói de capa e espada em seriado da Disney

29 de junho de 2020

A série foi a segunda produzida pela Disney para a TV (veio depois de “David Crockett”, interpretado por Fess Parker, ator que faria também “Daniel Boone”). Chegou ao Brasil pela antiga TV Tupi em abril de 1963. Levava o título “Zorro”, com exibição aos sábados, às 20 horas. Na época, a TV era dominada por séries de bangue-bangue, incluindo “The Lone Ranger”, que inexplicavelmente recebeu no Brasil o nome de “As Aventuras de Zorro” (só depois seria rebatizada de “O Cavaleiro Solitário”).

O seriado teve 78 episódios, em duas temporadas, produzidos entre 1957 e 1959. Foram feitos em preto e branco e seriam colorizados apenas em 1992. O primeiro foi “Presenting Señor Zorro”, que foi ao ar em 10 de outubro de 1957. O herói de capa e espada, todo vestido de preto e montado num cavalo negro chamado Tornado, fez sucesso instantaneamente.

“Zorro” mostrava a volta do jovem fidalgo Don Diego de La Vega (interpretado por Guy Williams, então com 33 anos, que depois faria John Robinson em “Perdidos no Espaço”) para Los Angeles, na Califórnia, ao concluir seus estudos na Europa. Don Diego vem acompanhado de um mordomo, Bernardo, que era mudo. Só que Don Diego sugere que ele finja que não ouve também. Assim ele poderia ser seus “olhos e ouvidos” no meio do povo sem que ninguém percebesse.

Leia também: 10 curiosidades de “A Marca do Zorro”

A dublagem inicial da AIC (Arte industrial Cinematográfica) logo foi substituída pela da Herbert Richers, a que ficou mais conhecida.

A pergunta que sempre se faz é: por que Don Diego de La Vega resolveu se transformar no Zorro? Ainda menino ele foi enviado pelo pai para estudar na Europa. Ali ele aprende, entre outras coisas, esgrima e luta. Em trocas de cartas, ele fica sabendo que Los Angeles está sob domínio de um tirano, o capitão Monastário, que tinha como braço direito o pançudo e atrapalhado Sargento Garcia. Para não chamar a atenção, ao voltar, Don Diego faz papel que é covarde, não sabe duelar e tem horror a violência.

Walt Disney queria o ator Britt Lomond para fazer o papel de Don Diego, mas o produtor Norman Foster foi contra. Ele já tinha se decidido por Guy Williams. Assim Lomond acabou ficando com o papel do Capitão Monastário.

Walt Disney e Guy Williams

A parceria nas cenas cômicas entre Henry Calvin (o Sargento Demétrius Lopez Garcia ou apenas Sargento Garcia) e Gene Sheldon (o Bernardo) foi tão grande que a Disney resolveu manter a dupla de atores em duas séries: “O Mundo Fabuloso do Circo” (1960) e “O Mundo Encantado dos Brinquedos” (1960). Era um jeito de manter os atores contratados caso houvesse a volta de Zorro… coisa que não aconteceu.

Em 1970, de férias no Rio de Janeiro, Henry Calvin assistiu a um dos episódios de Zorro dublado em português e ficou encantado com a voz de seu dublador, Orlando Drummond. Fez questão de conhecê-lo. Henry Calvin faleceu em 1975, aos 57 anos.

Magalhães Júnior, especial para o “Você é Curioso?” (27/06/2020)

O que você vai ouvir:

Na Sonora 1, vamos ouvir a cena em que Don Diego acaba de chegar a Los Angeles e sua carruagem é abordada pelo Sargento Garcia. Esta cena tem a dublagem da AIC São Paulo. João Paulo Ramalho é Don Diego e Mário Jorge Montini, o Sargento Garcia.

Na Sonora 2, a AIC foi substituída pela Herbert Richers. Don Diego passou a ser dublado por Jardel Mello e o Sargento Garcia, por Orlando Drummond.

Na Sonora 3, há uma sequência com três rápidas cenas. Don Diego mostra ao Capitão Monastário que não gosta de lutas; depois Don Diego dá a entender a seu pai, Don Alejandro, que não suporta violência; e, por fim, Don Diego explica a Bernardo por que criou o Zorro. As três cenas foram redubladas pela própria Herbert Richers. Don Diego por Nilton Valério; Capitão Monastário por Roberto Macedo; e Don Alejandro por Antonio Patiño. Bernardo é mudo e, obviamente, não teve dublador.

Últimas Curiosidades

Artigos Relacionados

De quem era o Cão Biônico?

De quem era o Cão Biônico?

Quem conta esta história é a jornalista Fernanda Furquim,  autora do livro "As Maravilhosas Mulheres da Séries de TV" (2008). Durante a produção de "O Homem de Seis Milhões de Dólares", os produtores também introduziram um menino biônico, interpretado por Vincent Van...

0 Comentários

0 comentários

Enviar um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *