RONALD GOLIAS

  • José Ronald Golias nausceu no dia 4 de maio de 1929 em São Carlos, SP.
  • O primeiro emprego de Ronald Golias foi como catador de esterco de cavalo, função apelidada por ele de “revitalizador de hortas”. Também trabalhou como ajudante de alfaiate, funileiro, fabricante de presépios e agente de seguros.
  • Quando jovem, praticou saltos ornamentais no Clube de Regatas Tietê. Por causa dessa habilidade, foi chamado para integrar o grupo Acqua Loucos, que promovia espetáculos aquáticos no Brasil .
  • Golias foi amigo dos presidentes Juscelino Kubitschek, Jânio Quadros, João Goulart e Costa e Silva. O humorista Carlos Alberto da Nóbrega afirmou, certa vez, que ele era “um direitista danado”.
  • O ator fez sete filmes para a Herbert Richers Produções. Fazem parte da lista O Homem que Roubou a Copa do Mundo (1961) e O Dono da Bola (1961).
  • Participou do programa humorístico A Praça da Alegria, mais tarde rebatizado de A Praça é Nossa, interpretando Bronco. O bordão do personagem – “Ô Cride!”- se tornou tão popular que acabou sendo incorporado pela banda Titãs na música Televisão.
  • É dele a famosa frase: “Ocês goza, mas no fim quem goza ocês sou eu”.
  • Em março de 2004, Golias foi internado no hospital Sírio-Libanês para o implante de um marcapasso. Durante a recuperação da cirurgia, descobriu que tinha um coágulo no cérebro. A operação para remoção do hematoma ocorreu um mês depois. Ele recebeu alta dois meses mais tarde.
  • O comediante morreu no dia 27 de setembro de 2005, aos 76 anos, vítima de infecção generalizada decorrente de uma infecção pulmonar. Ele estava internado havia um mês.