DUQUE DE CAXIASLuís Alves de Lima e Silva, o Duque de Caxias, é o patrono do Exército Brasileiro. Ele nasceu na fazenda São Paulo, em Tuquaru, Vila de Porto da Estrela, na capitania do Rio de Janeiro. A região pertence hoje ao Parque Histórico Duque de Caxias, localizado no município de mesmo nome. Filho de Francisco de Lima e Silva, marechal-de-campo do Exército, e de Mariana Cândida de Oliveira Belo, o menino Luís recebeu o título de cadete de 1ª classe aos cinco anos.

A infância do Duque de Caxias é pouco conhecida. Ele circulou bastante pela Rua das Violas, atualmente Rua Teófilo Otoni, onde eram fabricados instrumentos musicais e os trovadores se reuniam. Caxias estudou no convento São Joaquim, que hoje é conhecido como colégio D.Pedro II. Em 1818, entrou para a Academia Militar, sendo promovido a tenente no ano de 1821 para servir o 1º Batalhão de Fuzileiros.

Quando D.Pedro I proclamou a Independência do Brasil, em 1822, organizou a Imperial Guarda de Honra e o Batalhão do Imperador, da qual tomou parte Luís Alves de Lima. Em novembro do mesmo ano, coube ao então tenente receber das mãos do imperador a bandeira da nação recém-criada, em festividade no Campo de Sant? Ana.

No ano seguinte, o Batalhão do Imperador foi destacado para pacificar um movimento contra a independência, na Bahia, liderado pelo general Madeira de Melo. Foi o batismo de Luís, que voltou com o título de Veterano da Independência. Em 1825, já capitão, Luís Alves saiu em campanha para a província Cisplatina, no sul do país. Voltou condecorado ao posto de major.