Novo Livro O Guia dos Curiosos - Edição Fora de Série

Como um neurologista alemão lançou a semente dos Jogos Paraolímpicos

7 de setembro de 2016

A origem do esporte paraolímpico está associada ao tratamento dos portadores de deficiência. Durante a década de 1920, o neurologista alemão Ludwig Guttmann, então chefe do Centro Nacional de Traumatismos da Inglaterra, revolucionou o modo de se tratar os deficientes físicos com uma técnica inovadora: o esporte. Com a ajuda de modalidades como tiro com arco, basquete e sinuca, ele aumentou a eficiência nesse campo da Medicina.

Guttmann nasceu no dia 3 de julho de 1899 na cidade de Tost (atual Toszek, na Polônia), no Reino da Prússia, ainda no período do Império Germânico (que só se transformaria na Alemanha em 1918). Era primogênito de uma família judaica. Sua ligação com a Medicina começou em 1917, quando trabalhou como voluntário de um hospital de traumatismos em Königschütte (atual Chorzów, na Polônia) . Lá, encontrou o primeiro paciente com lesões na medula – um mineiro que morreria algum tempo mais tarde. Um ano depois, iniciou a Faculdade de Medicina em Breslau (atual Wroclaw, na Polônia), se transferindo em 1919 para a Universidade de Freiburg. Em 1924, Guttmann tornou-se médico e começou uma carreira promissora no ramo da neurologia.

stoke-mandeville-guttman

Mesmo considerado o melhor neurologista do país, a origem judaica lhe impediu de exercer a profissão no país depois da ascensão do nazista Adolf Hitler ao poder. O único local onde ele conseguiu trabalhar foi como diretor no Hospital Judaico de Breslau. Salvou 60 judeus de um campo de concentração os abrigando no hospital em 1938 e passou a ser perseguido pelos nazistas. Em 1939, conseguiu um visto com um amigo diplomata e mudou-se com a mulher, Elsa, e os dois filhos, Denis e Eva, para Portugal. De lá, foi para a Inglaterra, onde trocou de cidade várias vezes até chegar em 1943 a Stoke Mandeville para trabalhar no centro de reabilitação que seria inaugurado no ano seguinte. Naturalizou-se inglês em 1945 e assumiu a direção do hospital no ano seguinte. A partir daí, iniciou o tratamento com os soldados a partir do esporte e realizou as primeiras competições para-desportivas em 1948. Fundou a Associação Britânica de Esportes para Deficientes em 1961, publicou quatro livros e um jornal chamado “Paraplegia”. Morreu em 18 de março de 1980, aos 80 anos, em Aylesbury, cinco meses após sofrer um ataque cardíaco.

O sucesso de suas iniciativas foi tão grande que, em 28 de julho de 1948, mesmo dia da abertura dos Jogos Olímpicos de Londres, aconteceram as primeiras competições paraolímpicas da história, com atletas do tiro com arco. Apenas competidores britânicos participaram. O evento passou a ser anual e, já em 1952, ganhou 130 competidores estrangeiros. A partir daí, ganhou o nome de  Jogos Internacionais de Stoke Mandeville, cidade inglesa onde estava situado o Centro Nacional de Traumatismos. Em 1959, já consolidado e com várias modalidades em disputa, os Jogos Internacionais tomaram novos rumos. Ficou decidido que, no ano seguinte, as disputas seriam, pela primeira vez, fora de Stoke Mandeville. Os atletas desembarcariam em Roma, sede dos Jogos Olímpicos.

Stoke-Mandeville-Games
Os Jogos Internacionais de 1960 são considerados, então, os primeiros Jogos Paraolímpicos da história. Foram 400 atletas cadeirantes de 23 países diferentes. A partir daí, a ideia era de que as Paraolimpíadas passassem a seguir o calendário e as sedes olímpicas.  Assim foi feito em Tóquio no ano de 1964. Quatro anos depois, no entanto, a Cidade do México alegou não ter estrutura para abrigar atletas paraolímpicos e a competição passou  para Tel-Aviv, em Israel.

Em 1972, Munique, na Alemanha, abriu mão da competição que não deixou o país e foi realizada em Heidelberg.
Nas vezes seguintes, o mesmo se repetiu. Em 1976, no Canadá, quem abrigou a disputa foi Toronto, e não Montreal.

Em 1980, enquanto as Olimpíadas foram em Moscou, na União Soviética, os Jogos Paraolímpicos desembarcaram em Arnhem, na Holanda Por fim, em 1984, ano dos Jogos de Los Angeles, foram duas sedes. Em Nova York, também nos Estados Unidos, se disputaram as categorias para deficientes visuais, portadores de paralisias e amputados. Já os cadeirantes voltaram à Stoke Mandeville, a “Atenas Paralímpica”. A partir de 1988, em Seul, os paratletas voltaram a desembarcar na mesma sede dos Jogos Olímpicos.

A expansão das Paraolimpíadas para outras categorias de deficiência se deu um pouco antes, em 1976. Até 1972, os Jogos eram restritos aos paraplégicos. Naqueles Jogos de 1976, amputados e deficientes visuais passaram a fazer parte do programa.  A inclusão dos portadores de paralisia cerebral só aconteceu quatro anos mais tarde, enquanto “les autres” (os outros, em tradução livre, são os atletas que não se enquadram especificamente em outras categorias) começaram a participar em 1988. A partir dos Jogos Paraolímpicos de Atlanta, nos Estados Unidos, em 1996, foram incluídos os deficientes intelectuais. Eles foram tirados do programa paraolímpico em Atenas (2004) e Pequim (2008), mas voltaram em Londres (2012) e estão confirmados para as edições do Rio de Janeiro (2016) e de Tóquio (2020).

Leia também:
Todas as mascotes dos Jogos Paraolímpicos
Curiosidades sobre as Paraolimpíadas
Por que o símbolo dos Jogos Paraolímpicos não tem também as cores dos cinco continentes?
Qual é o certo: Paraolimpíadas ou Paralimpíadas?
O Brasil nas Paraolimpíadas

Esta página contém links de afiliados. Ao fazer uma compra por um desses links, o Guia dos Curiosos recebe uma comissão e você não paga nada a mais por isso.

Artigos Relacionados

Qual é o certo: Paraolimpíadas ou Paralimpíadas?

Qual é o certo: Paraolimpíadas ou Paralimpíadas?

A palavra paraolímpico é a forma correta em português. Mas o Comitê Paraolímpico Brasileiro, seguindo a recomendação do Comitê Paralímpico Internacional, alterou seu nome em novembro de 2011 para Comitê Paralímpico Brasileiro, padronizando a nomenclatura utilizada em...

Curiosidades sobre as Paraolimpíadas

Curiosidades sobre as Paraolimpíadas

O médico neurologista Ludwig Guttman havia fugido da Alemanha nazista e vivia na Inglaterra, onde se dedicava aos cuidados de soldados ingleses feridos na Segunda Guerra Mundial. Revolucionou o modo de se tratar os deficientes físicos com uma técnica inovadora: o...

0 Comentários

0 comentários

Enviar um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Share This