O empresário Tom Ricetti queria apenas comprar alguns pães. Parecia uma tarefa simples, mas, em uma tarde chuvosa, com o carro cheio e poucas opções disponíveis, ele levou mais de uma hora. O choro do filho pequeno e o cachorro da família, que voltou todo molhado para dentro do carro, poderiam ter provocado um ataque de fúria em Ricetti, mas fizeram despertar nele a oportunidade de apostar em um novo negócio: uma padaria drive-thru. Comprar pão sem precisar descer do carro. Surgiu assim a Pão To Go, inaugurada em 2013 e que chegou agora à capital paulista, depois de desbravar o interior, se instalar em outros quatro Estados e alcançar o exterior com unidades em Lisboa (Portugal) e Miami (Estados Unidos).
A missão de entrar no concorrido mercado paulistano com um conceito tão diferente ficou nas mãos de uma franqueada, Adriana Goiabeira, que pela primeira vez atua como empresária. Ela reformou quase que por completo o prédio no número 1.105 da Avenida Ricardo Jafet, no Ipiranga. “Escolher o local foi a etapa mais difícil desde que comecei o projeto, no final de 2015”, afirma ela. A tão falada crise econômica, apesar de ter acompanhado quase todo esse processo, nunca se mostrou uma ameaça real. “O setor alimentício sofre menos. Claro que o cliente deixa de consumir algo mais caro, mas comer é necessidade básica”.

Pão To Go 
Por isso, as expectativas são altas: até o meio do ano a promessa é de que a Pão To Go já feche com balanço positivo e que, no máximo até o meio do ano que vem, o investimento seja recuperado. Por enquanto, a padaria não fez nenhum tipo de divulgação e está operando apenas com metade da capacidade. A expectativa é que muito em breve os 12 funcionários da casa já produzam cerca de 1 mil pãezinhos por dia. Os pedestres também são bem-vindos e contam até com algumas mesas no local. A padaria oferece também no sistema drive-thru pães, frios, salgados e bebidas.

Pão To Go - PADARIA DRIVE THRUAo contrário do que acontece com algumas franquias mais famosas, quase nada do que será oferecido pela casa vem pronto de uma central: “Temos fornecedores homologados e é tudo feito aqui”, explica Adriana. “Se eu quiser receber os produtos de outro fornecedor, converso com a franquia e eles podem homologar”. Para a capital paulista, o plano da Pão To Go é explorar os outros conceitos, como a padaria-conveniência, incorporada a um posto de gasolina, quiosques em ambientes fechados e lojas de rua “express”. A primeira dessas lojas de rua deve ser aberta em breve no Paraíso.