Novo Livro O Guia dos Curiosos - Edição Fora de Série

A origem por trás de 15 palavras da língua portuguesa

24 de abril de 2019

Alfajor
Apesar de ser ligado por muitos à culinária argentina, o doce nasceu no norte da África. Consiste em um “sanduíche” de doce-de-leite feito com bolachas e coberto com chocolate. Seu nome deriva da palavra árabe al-hasú, cuja tradução é “recheio”.

Capitão (futebol)
A palavra capitão vem do latim capta, que quer dizer “cabeça”, “ponta”, “parte superior”, mas seu uso nos esportes vem mesmo de uma tradição inglesa. “A marinha é considerada a primeira força da Inglaterra, e o capitão é o mestre supremo no navio”, explica John Mills, autor de 1894-1994, Charles W. Miller, biografia do “pai” do futebol brasileiro. Em alto-mar, o capitão tem poderes como o de realizar casamentos e até de dar a extrema-unção. “Em batalhas maiores, as decisões mais importantes ficam por conta do almirante, mas o cargo dele é mais burocrático. É o capitão quem está sempre ao lado de seus homens”, completa Mills. Não é à toa que um ditado inglês diz  “The word of the captain is law” (“A palavra do capitão é a lei”). O termo provavelmente foi incorporado aos esportes ainda no século XIX. Aliás, você sabia que Charles Miller jogou como capitão com a camisa 9 do São Paulo Athletic? Já o primeiro capitão da seleção brasileira foi João Coelho Netto, o Preguinho, também autor do primeiro gol brasileiro em Copas do Mundo.

Cappucino
Faz parte do hábito monástico dos frades franciscanos desde o século 16 um capuz marrom chamado “capuchinho” ou, em italiano, cappucino. O café misturado a chocolate e creme e incrementado com uma pitada de canela recebeu o mesmo nome por ter cor similar à roupa dos religiosos.

Jabá
Os cachês pagos por serviços extras eram conhecidos entre os funcionários da rádio Bandeirantes pelo apelido de Leite Ninho, já que garantiam o sustento de seus filhos. Mas o sonoplasta nordestino Gustódio Santana dizia que suas crianças não tomavam o complexo alimentar. Em vez disso, comiam muito jabá com farinha. A expressão pegou e passou a indicar o dinheiro pago informalmente por um trabalho.

Lobby
A expressão foi cunhada pelo ex-presidente norte-americano Ulysses S. Grant. Ele tinha o hábito de encerrar seu dia de trabalho tomando um conhaque e fumando um charuto no lobby do hotel Willard. Diversas pessoas que desejavam ajuda do governo costumavam aproveitar a oportunidade para abordá-lo. No dia seguinte, Grant começava os despachos analisando os pedidos daqueles que chamava “os lobbistas do hotel Willard”. A palavra acabou pegando e batizando os grupos ou indivíduos que exercem pressão sobre os políticos para conseguirem benefícios.

Porcelana
A louça trazida do oriente pelo navegador Marco Polo impressionou a sociedade europeia. Sua textura lisa e sua cor branca foram logo associadas às conchas conhecidas no Brasil como búzios, que em italiano se chamam porcella. Porcella, por sua vez, é o diminutivo de porca, justamente por sua semelhança com a vulva de uma leitoa. Após pequena modificação, a palavra batizou os vasos e pratos orientais.

Quarentena
O período de quarenta dias de resguardo é chamado de quarentena. Mas, na verdade, a palavra faz referência a quarenta anos. O sufixo “ena” é uma modificação de annus, que é ano em latim. Como ficou impossível manter parado algo por tanto tempo, anos viraram dias. Hoje em dia, uma quarentena pode durar uma semana ou dez dias.

Linchamento
O termo é uma referência ao norte-americano Charles Lynch, que no século 18 atuava como juiz, mesmo que, oficialmente, ele não fosse um. Para controlar o crime nas cidades fora-da-lei que surgiam no oeste dos Estados Unidos, Lynch obrigava os infratores a desfilar pelas ruas com o corpo coberto por penas de galinha coladas com resina. O ato de linchar criminosos é mais antigo do que o termo. No Brasil, os registros mais antigos datam do século 16.

Continente
A palavra vem do latim continens ou continentis e seu significado é “contínuo”, “ininterrupto”, ou seja, perfeito para as vastas extensões de terra que formam os continentes. Segundo a mitologia grega, Europa foi uma ninfa muito bonita que despertou os amores de Zeus, deus-rei do Olimpo. Oceano, o deus dos rios, deu origem à Oceania, enquanto sua filha Ásia, mãe das fontes e dos rios, é o nome de batismo do continente vizinho. África é uma deusa que carrega um chifre e um escorpião. Dos grandes continentes, só o nome América tem origem pagã. Seu inspirador foi o navegador italiano Américo Vespúcio (1454-1512). Para se harmonizar com os outros nomes femininos, Américo tornou-se América.

Oceano
Vem do latim oceanus, resultante do grego Okeanos, um dos 12 titãs filhos de Urano, o céu, e Gaia, a Terra, os primitivos senhores do Universo na mitologia grega. Oceano, na verdade, era considerado um rio de que fluía ao redor da Terra. O nome Atlântico é uma homenagem a Atlas, filho de Netuno, o deus romano dos mares. O oceano Índico é chamado assim por banhar a Índia e a Indonésia. O oceano Pacífico é assim chamado graças à viagem que o navegador Fernão de Magalhães fez por ele em 1520, impressionando-se com a tranquilidade de suas águas. O oceano Ártico fica no Polo Norte, sob a constelação da Ursa Menor, e seu nome deriva da palavra grega arctos, que significa “urso”. O oceano Antártico é geograficamente oposto ao Ártico e por isso tem essa denominação.

Sabotagem
A palavra vem do francês “sabot”, nome de um tamanco de madeira. Durante a Revolução Industrial, camponeses insatisfeitos jogaram seus tamancos nas máquinas para desafiar a burguesia, que chamou o ato de “sabotagem”.

Água-de-colônia
Não faltam versões para explicar a origem desse substantivo composto. Uma delas diz que, durante a Guerra dos Sete Anos (1756-1763), quando soldados franceses ocuparam a cidade de Colônia, então na Prússia (hoje Alemanha), lá descobriram uma loção muito cheirosa. Ao enviarem algumas amostras para a França, teriam batizado a novidade de “água-de-colônia”. Outra versão diz que o banqueiro Ferdidand Muhlens, morador de Colônia, ofereceu refúgio a um monge, e este, como agradecimento, presenteou-lhe com a fórmula para fazer uma aqua mirabilis (água milagrosa), que era um perfume. Muhlens gostou tanto do resultado que resolveu produzi-la. Esse tipo de perfume ganhou o nome de água-de-colônia.

Alpinista
Os primeiros homens que se aventuraram a escalar montanhas fizeram isso nos Alpes, cadeia montanhosa que se estende entre França e Itália, interior da Suíça e da Áustria, atingindo a região dos Bálcãs. Esses homens passaram a ser chamados de alpinistas em 1875. Hoje, refere-se à pessoa que escala qualquer montanha.

Badminton
O nome do esporte praticado com raquete e peteca nasceu na residência de campo do duque de Beaufort, em Badminton, na Inglaterra, em 1873. Os convidados do duque divertiam-se em bater uma peteca de um lado para o outro, com uma raquete, por cima de uma rede. Logo, chamavam a brincadeira de “o jogo de Badminton”. O jogo era uma adaptação do poona, criado na Índia séculos antes. Soldados do Exército inglês levaram a novidade para a Inglaterra em 1870.

Baioneta
Em 1639, contrabandistas franceses estavam em guerra contra os espanhóis. Quando a munição acabou, os franceses amarraram suas facas na ponta de seus rifles e venceram a batalha. Como o fato se deu perto da cidade de Baiona, a novidade ganhou o nome de baionette – baioneta, em português.

 

Esta página contém links de afiliados. Ao fazer uma compra por um desses links, o Guia dos Curiosos recebe uma comissão e você não paga nada a mais por isso.

Artigos Relacionados

Qual é a origem da palavra “robô”?

Qual é a origem da palavra “robô”?

O nome dos robôs, máquinas criadas para substituir o homem, deriva do thceco “robota”, que significa trabalho forçado, trabalho escravo. A palavra apareceu pela primeira vez na peça de teatro "R.U.R.: Robôs Universais de Rossum", do escritor checo Karel Čapek. Ele...

A origem dos acentos e símbolos gramaticais

A origem dos acentos e símbolos gramaticais

O surgimento e a história do sistema de pontuação têm acompanhado o desenvolvimento da escrita. No começo, os textos eram redigidos em letra maiúscula  e de forma contínua, sem espaço entre os vocábulos. Zénodoto de Éfeso (320-240 a.C.), responsável pela Biblioteca de...

0 Comentários

0 comentários

Enviar um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Share This