O pirulito, em diferentes formas, existe desde a Antiguidade. Mas se convencionou dizer que o pirulito como conhecemos hoje é obra do fabricante de doces americano George Smith, em 1908.

A marca mais conhecida de pirulitos nasceria cinquenta anos depois, em 1958, em Barcelona, na Espanha. O confeiteiro catalão Enric Bernat Fontlladosa assumiu o controle de uma fábrica de geleia de maçã. Aproveitou o maquinário para criar uma guloseima que não deixaria as mãos das crianças sujas e pegajosas. O pirulito ganhou inicialmente o nome de “Gol” porque tinha o formato de uma bola. Até que, em 1962, uma agência de publicidade sugeriu mudar o nome para “Chups”, derivado do verbo chupar.

A própria agência criou um jingle que dizia “Chupa, Chupa, Chupa, Chups” que caiu no gosto da garotada. O nome do produto foi então mudado novamente para Chupa Chups. Em 1969, Enric fez uma visita ao amigo Salvador Dalí. Enquanto comiam, o pintor desenhou num pedaço de jornal (e entregou de presente a Enric) a logo em forma de margarida que ajudou a popularizar a marca.