Pelo menos 353 pessoas que ficaram presas nas torres gêmeas do World Trade Center no dia 11 de setembro conseguiram falar com pessoas fora dos prédios. Entre telefonemas e e-mails, haviam mensagens de desespero, de despedida e até de tranquilização. Veja agora algumas das frases ditas na ocasião:

“Nós estamos saindo”
Damian Meehan, funcionário da Carr Futures, para o irmão

“O que fazemos? O que vamos fazer?”
Doris Eng, gerente do restaurante Windows on the World, para o Centro de Comando de Combate a Incêndios

“Ligue na CNN. Preciso de informação atualizada”
Stephen Tompsett, cientista de computação, para sua esposa

“Estou com medo”
Peter Alderman, vendedor da Bloomberg, a sua irmã

“O teto está caindo. O chão está levantando?”
Christine Olender, funcionária do restaurante Windows on the World, para a esposa de seu gerente-geral

“Mãe, não estou ligando para bater papo. Estou no World Trade Center, e um avião bateu no edifício”
Garth Feeney, funcionário da Imagine Software, para sua mãe

“Por favor, ligue para as mulheres e maridos deles, diga que estamos dentro dessa sala de conferências e que estamos bem”
Andrew Rosenblum, corretor de ações da Marsh & McLennan, para sua esposa

“Isso parece a Terceira Guerra Mundial”
Tom McGinnis, corretor, para sua esposa

“Oh, meu Deus. Eu te amo”
Jeffrey Nussbaum para sua mãe

Leia também:
11 curiosidades sobre o 11 de setembro
11 de Setembro: o ataque terrorista ao Pentágono
Como foi o ataque terrorista ao World Trade Center