Banco Imobiliário
A primeira versão oficial de “Monopoly” — que ficou conhecido no Brasil como “Banco Imobiliário” — foi lançada em 1935 pela Parker Brothers. A empresa americana comprou os direitos de publicação de Charles Darrow, vendedor de aquecedores, que perdeu o emprego na Grande Depressão de 1929, causada pela quebra da Bolsa de Valores de Nova York. Conta a história que Darrow desenhou o primeiro tabuleiro do jogo em uma toalha de mesa para a diversão de amigos e da família. Para desenvolver a dinâmica, ele contou com a ajuda de Ester, sua esposa, e William, seu filho mais velho. Não foi bem assim.

A história começa muito antes de Darrow. A também americana Elizabeth J. Maggie Phillips (1866-1948), conhecida apenas como Lizzie Maggie, criou em 1903 um jogo de tabuleiro que deveria servir para mostrar as injustiças do capitalismo: The Landlord ‘s Game [O Jogo do Proprietário]. A patente foi registrada no ano seguinte e os primeiros jogos, autopublicados em 1906. A grande sacada foi que Maggie criou, para o mesmo jogo, dois conjuntos de regras, O primeiro, antimonopolista, em que todos eram recompensados quando a riqueza era criada; e o segundo, monopolista, em que o objetivo era levar todos os adversários à falência. 

Vários jogos de tabuleiro parecidos com o de Maggie, com compra e venda de propriedades, foram desenvolvidos nos Estados Unidos naquela época. Um deles. por exemplo, se chamava The Fascinating Game of Finance. A própria Maggie aprimorou o seu The Landlord ‘s Game e registrou a nova versão em 1923.

As histórias de Maggie e Darrow se cruzaram em 1932. Charles Darrow e Esther James, sua mulher, jantaram na casa de Charles Todd e foram apresentados ao The Landlord ‘s Game. Encantado com o jogo, Darrow passou a desenhar tabuleiros e a vender sua versão. Darrow conseguiu uma patente em 31 de dezembro de 1935.

Quando soube que Darrow não era o único inventor do jogo, George Parker, da Parker Brothers, procurou Maggie e comprou sua patente por 500 dólares. Ele não queria qualquer tipo de concorrência para seu Monopoly. George e Maggie se conheciam, porque a empresa já tinha publicado jogos de Maggie. Na negociação, a Parker Brothers se comprometeu a lançar outros títulos dela.  The Landlord ‘s Game foi publicado em 1939, mas com vendas baixas.

Com as patentes em mãos, a Parker Brothers decidiu produzir sua própria versão do jogo. Só ficaram, por exemplo, as regras monopolistas.

O bonequinho, garoto-propaganda do jogo, se chama “Mr. Monopoly”. Ele foi baseado no banqueiro J. P. Morgan, que viveu nos Estados Unidos entre 1837 e 1913. No Brasil, o Mr. Monopoly não foi retratado em todas as versões. A partida mais longa de “Banco Imobiliário” da história durou 1.680 horas. Foram 70 dias ininterruptos.

MONOPOLY / BANCO IMOBILIÁRIO

Bumerangue
A peça arqueada que depois de arremessada faz uma curva e retorna à mão do lançador foi um refinamento de um simples pedaço de madeira usado como arma. Apesar de ser associado à Austrália, o bumerangue mais antigo que se tem notícia foi encontrado na Polônia. Tinha cerca 23 mil anos. Os aborígenes australianos usavam o objeto para caçar. Nas rochas da Austrália, há pinturas de mais de 15 mil anos que retratam bumerangues. A velocidade do brinquedo chega a 120 quilômetros por hora. O maior tempo que um bumerangue já ficou no ar foi 1 minuto, 44 segundos e 87 milésimos. Já o recorde de velocidade registrado é de 80 pegadas por 5 minutos. O recorde de distância máxima atingida pertence ao suíço Manuel Schutz. Ele jogou a peça a 238 metros.

Ioiô
O ioiô surgiu nas Filipinas por volta de 1500 e, originalmente, era uma arma letal. Os nativos subiam em árvores munidos do ioiô (uma pedra amarrada em uma corda), e o usavam para caçar animais. Se o bicho não era abatido com o golpe, era só puxar a corda e esperar pela próxima vítima. Em 1929, o dispositivo foi adaptado e lançado como um brinquedo nos Estados Unidos.

Palavras-cruzadas
Arthur Wynne elaborou o jogo de palavras-cruzadas em 1913. Na época, o imigrante inglês trabalhava para o jornal New York World. Certo dia, seu editor solicitou que fosse criado um novo jogo para a seção de entretenimento do caderno de domingo. Wynne se lembrou, então, de um brinquedo que ele tinha quando era criança. O jogo se chamava Magic Squares e consistia em arranjar grupos de palavras pré-determinadas de maneira que pudessem ser lidas na horizontal e na vertical. O repórter acabou utilizando uma tabela e introduziu charadas cujas respostas deveriam ser ordenadas no tabuleiro. Quando foi publicada pela primeira vez, a palavra-cruzada tinha formato diagonal e com dicas bem fáceis. O jogo chegou ao Brasil em 1925, publicado pelo jornal A Noite. A revista Coquetel é a única que detém o direito de publicar palavras-cruzadas diretas (cujas definições estão dentro do próprio diagrama) no Brasil.

Super Mario
Mario e Luigi são dois encanadores italianos criados pelo designer da Nintendo Shigery Miyamoto. O dono do primeiro depósito da Nintendo América, Mario Segali, foi a fonte de inspiração para o nome do personagem. Apesar de Luigi chamar Mario de “irmãozão” — que, em inglês, é sinônimo de “irmão mais velho” —, eles são gêmeos. Mario não foi o primeiro personagem da Nintendo a ter um jogo próprio, apesar de ser o mascote oficial da empresa desdes 1985. O jogo Donkey Kong — em que Mario é personagem secundário — foi criado em 1981, 2 anos antes de Mario Bros. Em “Donkey Kong”, Mario era conhecido como “Jumpman” (“Saltador”). O personagem foi batizado como Mario no jogo seguinte, “Donkey Kong Jr.”, de 1982.

SUPER MARIO

Tetris
O Tetris é um jogo de computador desenvolvido entre 1984 e 1986 pelos russos Vadim Gerasimov, Alexey Pajitnov e Dmitry Pavlovsky. A primeira versão do jogo ficou pronta em 6 de junho de 1984. Os primeiros jogos feitos por eles eram exibidos na resolução de 320 por 200 pixels e em quatro cores. O nome Tetris foi escolhido por Alexey, e é uma mistura de “tetramino” — forma geométrica composta por quatro quadrados, como as peças do jogo — com “tênis”. Há diversas variações do jogo. No original, existem sete tipos diferentes de peças. A fama internacional veio em 1989, quando a Nintendo lançou uma versão de Tetris para o Game Boy, seu mais novo video-game portátil.

Genius
O primeiro jogo eletrônico vendido no Brasil foi o Genius, lançado em 1978 pela Estrela. Nos Estados Unidos, o mesmo jogo se chamava Simon. Quatro luzes se acendiam de forma variada e o jogador deveria repetir a sequência. O acende-apaga das luzes vinha seguido de sons que lembravam a trilha do filme Contatos Imediatos do Terceiro Grau (1977). Em 2010, o jogo ganhou uma versão para iPad.

Cubo Mágico
O Cubo de Rubik ou Cubo Mágico foi inventado em 1974 pelo escultor e professor de arquitetura húngaro Ernõ Rubik. Cada uma das faces do cubo era composta de quadradinhos da mesma cor. O objetivo do brinquedo era o jogador embaralhá-lo e conseguir voltar ao resultado inicial. No quebra-cabeças original, cada uma das 6 faces do cubo era feita de 9 quadradinhos, pintados de branco, vermelho, azul, laranja, verde e amarelo. O quebra-cabeças em três dimensões começou a ser vendido em 1980 pela Ideal Toys. Existem 43 quatrilhões de combinações possíveis em um Cubo Mágico (exatamente 43.252.003.274.856.000 combinações).

CUBO MÁGICO

Detetive
O jogo Detetive foi criado pelo músico inglês Anthony Ernest Pratt, que trabalhava numa fábrica de componentes para tanques de guerra, em 1943. Com o nome original de “Murder!” [Assassino], ele foi inspirado em romances policiais ingleses. Anthony Pratt criou o jogo porque não conseguia se conformar com o fato de que a Segunda Guerra Mundial estava “acabando com a vida social” do seu país. Foi a mulher de Pratt, Elva, quem desenhou o primeiro tabuleiro do jogo. A empresa de jogos Waddingtons acertou uma parceria com Pratt em 1945. Fez algumas adaptações na regra e trocou o nome para Cluedo. Em 1953, Pratt vendeu seus direitos internacionais para a Waddingtons por apenas 5 mil libras. Nos Estados Unidos e Canadá, o jogo ganhou o nome de Clue. No Brasil, o jogo foi lançado pela Estrela como Detetive em 1977 Os personagens nacionais chamam-se  Coronel Mostarda, Dona Branca, Dona Violeta, Professor Black, Senhor Marinho e Senhorita Rosa. O objetivo é descobrir o assassino, e o cômodo da casa e o objeto usados para o crime.

Leia mais: Quem inventou o jogo Detetive

Pac-Man
O famoso jogo de videogame era protagonizado por uma bolinha amarela que tinha a missão de devorar pílulas espalhadas em um labirinto sem ser apanhada pelos fantasmas que passeavam pela tela. O japonês Toru Iwatani costumava dizer que teve a ideia do jogo em 1980, logo depois de pedir uma pizza. Na época, ele trabalhava para uma fabricante de máquinas de pinball. Na verdade, Iwatani assumiu em 1986 que o famoso personagem amarelo era uma simplificação do ideograma japonês usado para a palavra “boca”. O jogo foi lançado no Japão com o nome de Puck-Man. Fez tanto sucesso que as moedas de iene, usadas como fichas de fliperama, chegaram a sumir do mercado. Nos Estados Unidos, Puck-Man passou a se chamar Pac-Man para evitar que o nome fosse associado a um palavrão. Entre 1980 e 1981, mais de 100 mil máquinas do videogame foram vendidas para o país.